Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Cisco mira na melhoria de gestão hospitalar e médica

Publicidade

Ajudar os hospitais privados e a saúde pública com soluções tecnológicas é a estratégia da Cisco para 2010. Atualmente, a companhia vem usando a tecnologia desenvolvida por ela em conjunto com alguns parceiros de negócios montando soluções voltadas para melhoria de gestão hospitalar e médica e também para melhoria da prestação de serviços aos clientes e pacientes dos hospitais.
Um dos principais benefícios das soluções, de acordo com o diretor regional do Setor Público da Cisco, Amos Maidantchik, é a redução dos custos e o aumento de eficiência dos serviços prestados.
“Temos como exemplo a solução implantada no Hospital Albert Einstein junto com um parceiro da área de RFID. Implantamos um sistema de localização de ativos através de uma rede sem-fio e das placas de RFID, essa mesma rede sem-fios conectada a uma solução de voz sobre IP também auxilia o hospital a localizar enfermeiros, um dos maiores custos de hospitais. Então a partir da localização precisa de ativos e de funcionários o Einstein está obtendo um grande beneficio de custo e gestão”, conta Maidantchik
Outro sistema da Cisco considerado de sucesso é o de rastreabilidade, implantado no Hospital Sírio-Libanês. Relacionada a melhoria de serviço ao paciente, a solução foi desenvolvida entre a Cisco e a Drager. “Pacientes da CTI costumam ficar sem essa possibilidade de rastreabilidade mais tempo dentro das UTIs, o que aumenta os custos do hospital e traz um grande desconforto ao paciente que através de um dispositivo da Drager, junto com a solução da Cisco, passa a ter mais mobilidade dentro da unidade”, destaca o executivo ao comentar que o monitoramento de alguns sinais vitais pode ser feito também pela rede sem-fio retirando o paciente da UTI.
Para 2010, a expectativa da Cisco é expandir soluções como essas, tanto para a saúde privada como também utilizando telemedicina para a saúde publica.
“Esperamos ajudar e auxiliar muito a saúde pública brasileira a fazer melhor uso da tecnologia prestando por consequencia melhores serviços ao cidadãos”, conclui.
Assista ao webcast!
Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/SB_Web e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta