Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

CIRURGIA BARIÁTRICA NÃO É “RECEITA MÁGICA” CONTRA A OBESIDADE

Publicidade

No Brasil, o número de obesos cresce consideravelmente. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), existem 68 milhões de pessoas com sobrepeso, 15 milhões com obesidade leve e 3 milhões com obesidade mórbida. A Organização Mundial de Saúde (OMS) identifica como obeso o indivíduo cujo Índice de Massa Corporal (IMC) encontra-se igual ou acima de 30 e obeso mórbido aquele que possui IMC igual ou acima 40.

Paralelo à mudança no perfil epidemiológico da população, cresce a demanda pela cirurgia bariátrica. “Por ano, cerca de 10 mil pacientes são submetidos às diferentes técnicas disponíveis no País”, destaca o vice-presidente do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, Dr. Ronaldo Cuenca. O especialista ressalta que é prioritário buscar o tratamento clínico antes de enfrentar a mesa de cirurgia.

A partir desses dados, a Amil Brasília decidiu investir no programa “Peso Saudável”, oferecido sem ônus aos usuários da operadora que se enquadram na categoria de obesos mórbidos. Antes de serem encaminhados à cirurgia, eles são assistidos por uma equipe multidisciplinar que conta com endocrinologista, cirurgião, nutricionista, psicólogo e educador físico. “O acompanhamento dura seis meses e contempla atividades educativas e terapêuticas, além do estímulo à prática de exercícios”, destaca a nutricionista Cristiane Curci, coordenadora do programa. Em 2008 o “Peso Saudável” atendeu 162 pacientes.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta