Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Células-tronco proveniente de dente de leite podem ter aplicação na área de reprodução

Publicidade

Com o objetivo de ajudar a regeneração de tecidos ovarianos e testiculares e formar óvulos e espermatozóides de boa qualidade, a Clínica de Reprodução Humana Roger Abdelmassih iniciou um projeto que está estudando a aplicação de células-tronco provenientes de dente de leite, no tratamento da infertilidade. As pesquisas poderão dar a casais inférteis, que hoje recorrem a procedimentos como doação de óvulos, a chance de ter filhos com seus próprios espermatozóides e óvulos. As pesquisas estão sendo conduzidas pelos cientistas russos Alexander Kerkis, biólogo e geneticista, e Irina Kerkis, geneticista, e chefiadas pelo Prof. Dr. Dimitri Dozortsev, embriologista. Até o momento, já foram desenvolvidos óvulos a partir das células-tronco embrionárias de camundongos. O próximo passo é fazer com que os óvulos sejam capazes de gerar um embrião quando introduzidos no corpo do animal.
Desde 2002 trabalhando neste projeto,os pesquisadores conseguiram isolar várias linhagens de células-tronco a partir da polpa de dente de leite, o que foi comprovado por meio de uma série de testes que demonstraram a possibilidade de produzir a partir destas células músculos esqueléticos e lisos, tecido neural, ossos, cartilagem e outros tecidos.
As células-tronco de polpa dentária já foram testadas em camundongo sem sistema imunológico desenvolvido. Demonstrou-se um alto nível de adaptação dessas células a vários órgãos, o que representa um bom sinal quanto à aplicação potencial em diversas terapias. Os pesquisadores ressaltam que apesar do avanço, os resultados com o uso deste tipo de células é a longo prazo.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta