Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Cartilha trata da saúde e da segurança no trabalho juvenil

Publicidade

O Ministério da Saúde e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) lançam hoje, 12, uma cartilha sobre saúde e segurança no trabalho juvenil. O lançamento da publicação “Módulos de Aprendizagem sobre Saúde e Segurança no Trabalho Infantil e Juvenil” integra as atividades do Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, comemorada nesta data. A cartilha traz temas como a contaminação por agrotóxicos, trabalhos perigosos e insalubres e atividades domésticas e vai orientar no diagnóstico de casos de exploração do trabalho infantil e preparar os profissionais para atuar na raiz do problema. Ela descreve casos, além de indicar condutas necessárias para evitar o risco à saúde do jovem trabalhador e providências legais que devem ser tomadas em caso de diagnóstico de doenças ou acidentes relacionados ao trabalho infantil.
Segundo dados da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio (Pnad), existem no Brasil cinco milhões e meio de crianças e adolescentes economicamente ativos entre 5 e 17 anos de idade (IBGE 2001). Entre as crianças economicamente ativas, 65,1% são homens, 33,5% trabalham 40 horas ou mais por semana, 48% não têm remuneração, mais da metade utiliza produtos químicos, máquinas, ferramentas ou instrumentos no trabalho e 80% combinam o trabalho com a freqüência à escola.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta