✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

Cálculos do governo apontam déficit na doação de órgãos

Publicidade

Existe no Brasil, atualmente, uma lista de espera para doação de órgãos com 71.152 pacientes. Destes, a maioria aguarda um rim (34.098) ou uma córnea (26.807). No entanto, neste primeiro semestre, um total de 7.661 transplantes foram realizados pelo SUS (Sistema Único de Saúde), o que indica que até o final do ano não será possível atender a toda a demanda.
De acordo com balanço do ministério da Saúde, entre 2006 e junho de 2007, foram efetuados 87.444 transplantes pelo SUS. Portanto, em seis anos atendeu-se um número de pacientes correspondente a atual fila de espera.
Um indicativo do Serviço Nacional da Transplante (SNT) aponta que 28,25% das famílias com potenciais doadores em morte cerebral do país são contra a doação.
Dos 27 estados brasileiros, cerca de 25 dispõem de Centrais de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos (CNDCO).
Em 2006, o SUS teve uma despesa de R$ 464,8 milhões com transplantes, sendo R$ 278,5 milhões referentes a aquisição de medicamentos para evitar a rejeição dos órgãos transplantados, os imunossurpressores.

       
Publicidade

Deixe uma resposta