Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Cai número de casos de dengue em 2009

Publicidade

O número de casos de dengue notificados entre 1º de janeiro e 13 de fevereiro teve uma queda de 40,53% em comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com balanço divulgado ontem (5) pelo Ministério da Saúde. O ministério informou que, segundo dados enviados pelos estados até terça-feira (3), nas seis primeiras semanas deste ano foram notificados 42,9 mil casos, contra 72,2 mil em 2008.
Deixe o seu comentário sobre esta notícia
Tem mais informações sobre o tema? Então, clique aqui
No período, também foram registrados 66 casos de febre hemorrágica de dengue, com três mortes, e 75 casos de dengue com complicação, com duas mortes.
Apesar de considerar os dados positivos, o ministério ressaltou, em nota divulgada há pouco, que as informações ainda são preliminares e não dispensam cautela e manutenção do combate ao mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti.
Em seis estados, no entanto, houve aumento no registro de casos de dengue: Acre (5,56 mil em 2009 contra 261 em 2008), Amapá (520 contra 284), Roraima (1,15 mil contra 361), Bahia (9 mil contra 2,99 mil), Minas Gerais (6,2 mil contra 3,5 mil) e Espírito Santo (5,9 mil contra 1,1 mil).
O Rio de Janeiro também está em estado de alerta, apesar da redução de 89,79% no número de notificações (2,29 mil em 2009 contra 22,3 mil em 2008). Isso por conta da alta densidade populacional e das condições climáticas que são favoráveis à proliferação do mosquito.
De acordo com o Ministério da Saúde, foi investido o valor de R$ 1,08 bilhão, nos últimos cinco meses, para o combate e a prevenção da doença. O órgão também afirma ter adquirido equipamentos necessários para dar continuidade ao trabalho, entre eles, nebulizadores, kombis, motocicletas, veículos pick-up e pulverizadores. Cerca de 2,3 mil militares foram colocados à disposição para o combate à dengue e atendimento aos pacientes, em uma parceria com o Ministério da Defesa.
Para a Bahia, estado que tem o maior número de casos registrados até agora, foi repassado R$ 1,3 milhão para aquisição de capas de caixa d”água. Além disso, foram investidos R$ 697 mil na compra de 20 veículos e 21 nebulizadores para distribuição no estado.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta