⚡️ HIS 17 Última semana: Mais de 4.500 inscritos! 😱 E você? Emita sua credencial gratuita Clique aqui

BRIGA POR PREÇOS: UNS PUXAM PARA CIMA, OUTROS PARA BAIXO

Publicidade

Mais de 55 investigações correm na Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça, a maioria relacionada com a formação de cartel na saúde, seja de médicos, hospitais ou de operadoras.

Há muito tempo vemos uma disputa ferrenha entre hospitais, médicos e planos de saúde, na briga por preços. Uns puxam para cima, outros puxam para baixo, esgarçando no meio os sofridos usuários.

Há quem chame de cartel das operadoras através da Unidas, ou dos médicos através das associações médicas e do sindicado de hospitais, mas na verdade, o que falta é a preocupação com a saúde em primeiro lugar e depois com a doença.

Cuidar da saúde é inerentemente mais barato do que cuidar da doença, mas as pessoas custam a entender isso. Saúde melhor tem custo menor e mais dinheiro sobrando para pagar bem. Elementar.

Além das ações preventivas primárias (promoção da saúde), secundárias (mudança de hábitos de vida e exames regulares) e terciária (gerenciamento de doenças existentes), há outra solução salvadora da qual ainda se fala pouco no Brasil, que é o pagamento por desempenho a médicos que se dedicam à saúde e não à doença de seus pacientes.

Adicionar aos honorários da assistência médica um bônus (pagamento por desempenho) sempre que a saúde daquela população estiver melhor, garante um bom resultado, menor gasto com internação e exames, caem os custos e aumenta a satisfação de todos. É simples assim.

Josué Fermon, Consultor em Saúde Suplementar

www.fermon.com.br

       
Publicidade

Deixe uma resposta