Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Brasileiro assume presidência da principal entidade mundial de cirúrgia plástica

Publicidade

O cirurgião plástico e mastologista brasileiro João Carlos Sampaio Góes assumiu, hoje (30/8), no Texas (EUA), a Presidência da International Society of Aesthetic Plastic Surgery (Isaps), principal entidade mundial da especialidade (Cirurgia Plástica Estética), que congrega mais de 1.500 médicos de 62 países. Eleito em Istambul, na Turquia, seu mandato será até agosto de 2006. De 2000 a 2004, ele integrou o Conselho Executivo da Isaps, participando de todas as realizações da entidade. Durante o mandato de Sampaio Góes, à frente da Isaps, alguns temas ganharão destaque, como:
1 – a banalização dos procedimentos estéticos, que muitas vezes contraria o equilíbrio na hora das indicações, com exageros que vão além do bom senso. Durante a gestão de Sampaio Góes frente à Isaps, a instituição pretende utilizar métodos educativos para combater esse tipo de procedimento. Também será criado um comitê educacional, que irá atuar com o objetivo de conscientizar não apenas a classe médica, mas a sociedade em geral.
2 – a caracterização dos procedimentos médicos próprios da cirurgia plástica. Atualmente outras especialidades tentam realizar procedimentos de cirurgia plástica, sendo esta iniciativa inadequada e não ética, pois profissionais não formados para cirurgia plástica podem colocar em risco o resultado da cirurgia ou até o próprio paciente;
3 – o desenvolvimento de centros de especialização acreditados pela Isaps em alguns países, para ensino e especialização da Cirurgia Plástica Estética;
4 – a promoção do ensino continuado de Cirurgia Plástica, com base nos modernos procedimentos e técnicas cirúrgicas, na Ásia e na Europa Oriental, regiões defasadas em relação ao resto do mundo após a extinção do bloco comunista;
5 – a realização do Congresso Internacional bi-anual da Isaps, no Rio de Janeiro, em agosto de 2006, com o envolvimento da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), esperando-se cerca de 1.200 participantes, sendo cerca de 1/3 de estrangeiros.
Fundada em 1970, junto à Organização das Nações Unidas (ONU), a Isaps estabelece critérios rigorosos para o ingresso de membros associados, além da exigir que todos os especialistas sejam devidamente certificados pelas instituições correlatas de seus respectivos países, que no caso do Brasil é a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Para Sampaio Góes, “essa eleição é mais uma certificação de que a cirurgia plástica brasileira é uma das mais desenvolvidas do mundo”.
João Carlos Sampaio Góes é diretor técnico-científico do Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC), doutor pela Faculdade de Medicina da USP e já tem três prêmios da Academia Nacional de Medicina.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta