Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Brasil tem 24 cidades em risco de surto de dengue

Publicidade

Uma atualização dos resultados do Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) revela que, entre os 370 municípios que já realizaram o levantamento, 24 estão em risco de surto – incluindo duas capitais: Rio Branco (AC) e Porto Velho (RO). As informações são da Agência Saúde, do Ministério da Saúde.
Estes municípios registraram a presença de larvas do mosquito em mais de 4% das residências pesquisadas. Os municípios em situação de alerta, com índice de infestação entre 1% e 3,9%, são 154, incluindo 14 capitais (veja tabela abaixo). Outras 192 cidades brasileiras estão em situação satisfatória, com focos de larvas em menos de 1% das residências.
Nesta segunda-feira (06), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um alerta aos governadores e prefeitos sobre a necessidade de os gestores levarem em conta os resultados do LIRAa e desenvolverem ações imediatas de combate ao mosquito e, assim, evitar o aumento do número de doentes e mortos. O alerta foi feito durante evento de anúncio das obras do PAC II, no Palácio do Planalto, a pedido do ministro da Saúde, José Gomes Temporão.
Das 427 cidades que se propuseram a fazer o LIRAa, o ministério aguarda a consolidação dos dados em 127. Há três semanas, o Ministério da Saúde havia divulgado o primeiro resultado parcial do LIRAa 2010, quando 300 municípios haviam concluído o levantamento. Daquele total, 15 haviam apresentado risco de surto, 123 estavam em situação de alerta e 162 em situação satisfatória. No ano passado, 169 municípios fizeram o LIRAa.
A metodologia permite identificar onde estão concentrados os focos do mosquito em cada município, além de revelar quais os principais tipos de criadouros por região. Os resultados reforçam a necessidade de intensificar imediatamente as ações de prevenção contra a dengue, em especial nos municípios em risco e em alerta.
O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, no mês de novembro, iniciou uma caravana de combate à dengue. Ele já esteve em Sergipe, Piauí, Ceará, Bahia e Pernambuco. Além de lançar a campanha nacional de combate à dengue, a caravana tem o objetivo de reunir os gestores de saúde dos 10 estados com maior risco de epidemias de dengue em 2011 (leia mais abaixo) e convocá-los a um esforço de mobilização contra a doença.
Este ano, a campanha publicitária de orientação à população aumentará o tom de alerta, com o testemunho de pessoas que tiveram dengue e lembrando as que morreram em decorrência da doença. “Embora o grau de conhecimento das pessoas sobre a doença e a prevenção seja alto, em torno de 96%, o brasileiro sabe que tem papel fundamental na eliminação dos focos do mosquito, o que ainda é um desafio no Brasil. Prova disso é o resultado do LIRAa deste ano”, alerta Temporão. “Nessa lógica, ganham força duas mensagens fundamentais: que os governos e os cidadãos devem fazer, juntos, a sua parte e que a eliminação de criadouros deve ser algo rotineiro”.
Veja abaixo o detalhamento dos resultados atualizados do LIRAa 2010.
24 MUNICÍPIOS EM RISCO DE SURTO  



























MUNICÍPIOESTADOÍndice LIRAa 2009Índice LIRAa 2010
Afogados da IngazeiraPE11,7
Ceará-MirimRN11,4
BezerrosPE10,2
ItabunaBA10,79,1
São MiguelRN8,5
Serra TalhadaPE8,2
OuricuriPE7,2
Rio BrancoAC3,96,5
IlhéusBA4,76,3
FlorestaPE5,7
Santa Cruz de MinasMG5,5
Governador ValadaresMG5,15,4
Santa Cruz do CapibaribePE5,4
Simões FilhoBA3,25,3
TimbaúbaPE4,9
HumaitáAM4,8
MossoróRN4,24,6
AraripinaPE4,6
Porto VelhoRO2,64,4
PesqueiraPE4,4
CaicóRN4,2
CamaragibePE2,74,1
CaetanópolisMG4,0
EpitaciolândiaAC3,44,0

Capitais

Entre as capitais, 14 estão em situação de alerta: Salvador, Palmas, Belém, Rio de Janeiro, Maceió, Recife, Natal, Goiânia, Cuiabá, Aracaju, Manaus, Boa Vista, Fortaleza e Vitória. Essas cidades (e todas as outras em situação de alerta) merecem total atenção, pois qualquer descontinuidade nas ações de controle pode alterar o quadro para situação de risco.
Outras dez capitais apresentam índice satisfatório – Macapá, São Luís, Teresina, João Pessoa, Brasília, Campo Grande, Porto Alegre, Florianópolis, Belo Horizonte e São Paulo. Curitiba ainda está consolidando os dados.
14 CAPITAIS EM SITUAÇÃO DE ALERTA  

















CAPITALÍndice LIRAa 2009Índice LIRAa 2010
Salvador2,63,5
Cuiabá3,4
Palmas4,32,7
Rio de Janeiro2,92,4
Maceió1,82,4
Belém1,81,9
Recife1,61,9
Goiânia2,51,6
Aracaju1,51,6
Manaus1,41,5
Boa Vista1,01,4
Fortaleza1,01,2
Vitória1,51,2
Natal1,01,0

   
Por região
O Nordeste concentra o maior número de municípios em risco de surto. São 17 no total – dez em Pernambuco, quatro no Rio Grande do Norte e três na Bahia. Outros 42 municípios estão em situação de alerta e 20 com índice satisfatório – incluindo as capitais São Luís, Teresina e João Pessoa. Na região, seis municípios estão em fase de conclusão do levantamento.
O Norte tem quatro municípios em risco, entre os quais duas capitais – Rio Branco e Porto Velho. Mais 17 cidades da região estão em alerta e oito em situação satisfatória.
No Sudeste, região com o maior número de municípios participantes do LIRAa 2010, Caetanópolis, Governador Valadares e Santa Cruz de Minas (MG) estão em risco de surto. Em situação de alerta, há 76 cidades, entre as quais Rio de Janeiro e Vitória. Belo Horizonte e São Paulo têm índices satisfatórios, de um total de 124 cidades nesta situação. Em fase de conclusão do levantamento, estão outros 40 municípios.
Duas capitais do Centro Oeste – Brasília e Campo Grande – estão com índice satisfatório, de um total de 25 municípios nesta situação. Em alerta, estão Goiânia, Cuiabá e mais 11 cidades. Na região, nenhum município apresenta risco de surto. Hà três municípios ainda em fase de conclusão do levantamento.
Com nenhum município em risco de surto, a região Sul tem seis cidades em alerta e 15 em situação satisfatória (incluindo Porto Alegre e Florianópolis). Curitiba está em fase de consolidação das informações do LIRAa 2010.
Leia mais:

Temporão: sem vacina, dengue será desafio permanente

Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/#!/sb_web e fique por dentro das principais notícias de Saúde.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta