Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Brasil realizará testes rápidos da aids até final de 2005

Publicidade

“Testes rápidos” para o diagnóstico de aids passarão a ser feitos no Brasil até o final deste ano. A tecnologia usada para a produção do kit para este tipo de teste foi importada de um laboratório dos Estados Unidos pela Fundação Oswaldo Cruz. Os novos exames permitirão o resultado em cerca de 20 minutos, o que vai beneficiar, principalmente, as mulheres grávidas. A Fiocruz deve produzir também até o final de 2005 kits para o teste de carga viral, que permite identificar a quantidade de partículas do vírus HIV por cada ml (mililitro) de sangue e informar ao paciente sobre a evolução da doença em seu organismo. Com tecnologia totalmente nacional, a produção do kit será desenvolvido em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro, reduzindo o custo entre 2/3 e a metade.
Especialistas discutem os avanços das pesquisas brasileiras
Pesquisadores da Suíça, Estados Unidos, Holanda e do Brasil se reúnem entre os dias 28 de abril e 1º de maio em Ouro Preto (MG) para discutir o avanço brasileiro em pesquisas sobre prevenção, diagnóstico, tratamento e vacinas em HIV e aids.
O Simpósio Brasileiro de Pesquisa em HIV/Aids (Simpaids) que está na sua 6ª edição, é realizado a cada dois anos. As edições anteriores incentivaram a formação de novos grupos de pesquisa e facilitaram colaborações nacionais e internacionais em HIV/aids.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta

Brasil realizará testes rápidos da aids até final de 2005

Publicidade

“Testes rápidos” para o diagnóstico de aids passarão a ser feitos no Brasil até o final deste ano. A tecnologia usada para a produção do kit para este tipo de teste foi importada de um laboratório dos Estados Unidos pela Fundação Oswaldo Cruz. Os novos exames permitirão o resultado em cerca de 20 minutos, o que vai beneficiar, principalmente, as mulheres grávidas. A Fiocruz deve produzir também até o final de 2005 kits para o teste de carga viral, que permite identificar a quantidade de partículas do vírus HIV por cada ml (mililitro) de sangue e informar ao paciente sobre a evolução da doença em seu organismo. Com tecnologia totalmente nacional, a produção do kit será desenvolvido em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro, reduzindo o custo entre 2/3 e a metade.
Especialistas discutem os avanços das pesquisas brasileiras
Pesquisadores da Suíça, Estados Unidos, Holanda e do Brasil se reúnem entre os dias 28 de abril e 1º de maio em Ouro Preto (MG) para discutir o avanço brasileiro em pesquisas sobre prevenção, diagnóstico, tratamento e vacinas em HIV e aids.
O Simpósio Brasileiro de Pesquisa em HIV/Aids (Simpaids) que está na sua 6ª edição, é realizado a cada dois anos. As edições anteriores incentivaram a formação de novos grupos de pesquisa e facilitaram colaborações nacionais e internacionais em HIV/aids.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta