5º CONAHP debaterá “O Hospital do Futuro: O Futuro dos Hospitais”. Faça já sua inscrição → Clique aqui

Brasil pode abrigar centro de referência em HIV

Publicidade

O Brasil pode ser o primeiro país do mundo a ter uma sede do Centro Internacional para Cooperação Técnica sobre HIV/aids do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids). O anúncio foi feito pelo diretor executivo do programa e subsecretário geral das Nações Unidas, Peter Piot, durante encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto e com o ministro da Saúde, Humberto Costa. O Centro Internacional para Cooperação Técnica sobre HIV/Aids se insere em um acordo trilateral que o Unaids está propondo ao presidente Lula. Envolve o próprio Unaids, o Brasil e países em desenvolvimento onde o governo brasileiro desenvolve programas de cooperação internacional na área de HIV e Aids. O protocolo de intenções que Piot apresentou ao presidente Lula prevê um investimento de US$ 1 milhão, nos próximos dois anos, compartilhado entre o Brasil e o Unaids para a implantação do centro. Está previsto também que recursos adicionais deverão ser arrecadados junto à iniciativa privada e a organismos internacionais.
O local será considerado de referência pelo Unaids para a capacitação de profissionais e técnicos de países em desenvolvimento com os quais o Brasil tem acordos na área. Os profissionais poderão vir ao País participar de treinamentos nas diversas áreas que envolvam resposta à epidemia (prevenção, tratamento, direitos humanos, vigilância epidemiológica). O objetivo é que, ao retornarem aos seus países, esses profissionais atuem como multiplicadores da prática, respeitando as especificidades culturais de cada país.

       
Publicidade

Deixe uma resposta

Brasil pode abrigar centro de referência em HIV

Publicidade

O Brasil pode ser o primeiro país do mundo a ter uma sede do Centro Internacional para Cooperação Técnica sobre HIV/aids do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids). O anúncio foi feito pelo diretor executivo do programa e subsecretário geral das Nações Unidas, Peter Piot, durante encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto e com o ministro da Saúde, Humberto Costa. O Centro Internacional para Cooperação Técnica sobre HIV/Aids se insere em um acordo trilateral que o Unaids está propondo ao presidente Lula. Envolve o próprio Unaids, o Brasil e países em desenvolvimento onde o governo brasileiro desenvolve programas de cooperação internacional na área de HIV e Aids. O protocolo de intenções que Piot apresentou ao presidente Lula prevê um investimento de US$ 1 milhão, nos próximos dois anos, compartilhado entre o Brasil e o Unaids para a implantação do centro. Está previsto também que recursos adicionais deverão ser arrecadados junto à iniciativa privada e a organismos internacionais.
O local será considerado de referência pelo Unaids para a capacitação de profissionais e técnicos de países em desenvolvimento com os quais o Brasil tem acordos na área. Os profissionais poderão vir ao País participar de treinamentos nas diversas áreas que envolvam resposta à epidemia (prevenção, tratamento, direitos humanos, vigilância epidemiológica). O objetivo é que, ao retornarem aos seus países, esses profissionais atuem como multiplicadores da prática, respeitando as especificidades culturais de cada país.

       
Publicidade

Deixe uma resposta