Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Brasil mantém o mesmo investimento em saúde nos últimos 15 anos

Publicidade

O investimento em Saúde no Brasil  é o mesmo nos últimos 15 anos. A conclusão é do estudo realizado pela Fundação Instituto de Administração (FIA), ligada à Universidade de São Paulo (USP). A pesquisa analisou os investimentos em saúde em seis países da América Latina: Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, México e Venezuela. O Brasil gasta US$ 280 anuais por pessoa em saúde. O valor está acima da média registrada na América Latina, mas não chega à metade da média mundial, que é de US$ 806 per capita. Quando considerada a relação entre valor de arrecadação e valor investido, os gastos brasileiros equivale à metade dos gastos registrados nos vizinhos latino-americanos.
O estudo apontou ainda que mesmo com o gasto per capita acima da média latino-americana, o Brasil tem apresentado os piores resultados do grupo em indicadores básicos, como a mortalidade infantil e a expectativa de vida.
Para os coordenadores da pesquisa, a estagnação dos investimentos é preocupante, principalmente diante do envelhecimento da população e das demandas geradas em decorrência disso. O levantamento aponta que em 1990 as pessoas com mais de 60 anos de idade eram cerca de 13,3% da população do país. Em 2020, serão cerca de 24% dos brasileiros.
A solução, para os pesquisadores, é não só melhorar o aporte de recursos para o setor, como também melhorar a gestão.
Destaque
O único país que aumentou o investimento em saúde nos últimos 15 anos, segundo o estudo, foi o México. O governo aumentou em cerca de US$ 100 per capita  a aplicação no setor e vem incorporando no seu sistema de saúde uma filosofia de avaliação do desempenho das políticas e da qualidade da saúde pública, que representa um avanço do ponto de vista regional.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta