Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Brasil deve economizar R$ 150 milhões em medicamentos

Publicidade

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou que o Brasil deixará de importar sete medicamentos e passará a produzi-los no País. O comunicado foi feito no dia 25 de maio durante a 13ª Reunião do Grupo Executivo do Complexo Industrial de Saúde, que ocorreu no primeiro dia da 17ª Feira Hospitalar.

A produção destes medicamentos, que são distribuídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), trará uma economia de R$ 150 milhões aos cofres públicos, com a importação destes medicamentos eram gastos cerca de R$ 850 milhões.

A parceria público-privada (PPP) para a produção de medicamentos contra aids, osteoporose, tuberculose, hemofilia, asma, medicamentos para o tratamento de Alzheimer, imunossupressores e o contraceptivo DIU, envolverá oito laboratórios públicos e 13 instituições privadas.
Segundo Temporão, a nova medida trará benefícios ao País: “Nós estamos criando empregos aqui e fortalecendo o desenvolvimento nacional no campo da produção de medicamentos”.

As parcerias assinadas pelo ministro fazem parte do projeto de renovação da Portaria nº 978 de 2008, que prevê o acordo.

Assista o webcast com entrevista completa!

Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/SB_Web e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta