Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Beneficência Portuguesa investe R$7,2 mi em ampliação de UTI neurológica

Publicidade

A Beneficência Portuguesa de São Paulo acaba de finalizar as obras de reforma e ampliação da Unidade de Terapia Intensiva Neurológica da Instituição. Após investimento de R$ 7,2 milhões, a unidade passa a ter 33 leitos de internação, nove a mais do que as instalações anteriores.

De acordo com a instituição, estudos evidenciam que, quando tratado em UTI específica, o paciente neurológico se recupera mais rápido, além de reduzir em 25% o número de óbitos e de contribuir para um menor comprometimento geral do paciente.

 E ressalta que isso ocorre porque a assistência é prestada por profissionais atuantes no tratamento de pacientes neurológicos, com aparato tecnológico adequado. Do total de leitos, quatro são de isolamento para atender casos de H1N-1, por exemplo. A unidade também tem atendimento diferenciado para vítimas de AVCI (Acidente Vascular Cerebral Isquêmico).

A UTI Neurológica da Instituição é estruturada de forma humanizada, preservando o acolhimento dos pacientes. Os leitos são individuais, com 9m² cada e estão dispostos em ambiente claro e arejado, com janelas, equipados com telas de LCD e relógios, diferenciais, estes, que contribuem para a redução de casos de delirium entre os pacientes, quadro responsável pelo aumento da morbimortalidade.

 Uma equipe formada por médicos intensivistas, enfermeiros e técnicos de enfermagem e fisioterapeutas garantem atendimento aos pacientes 24 horas por dia, sete dias por semana. Além disso, os familiares também têm atenção especial na UTI Neurológica.

 A unidade disponibiliza uma antessala, com poltronas, ar-condicionado e consultório específico para que as equipes médicas possam atender aos familiares dos pacientes internados com maior privacidade.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta