Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Avaliação constante

Publicidade

Fazer o melhor uso possível dos recursos é o lema do Hospital e Maternidade São Camilo, que tem três unidades espalhadas por bairros de São Paulo: Pompéia, Santana e Ipiranga. O compromisso do hospital de racionalizar os recursos tem uma explicação prática e de princípio. Isso porque a origem dos trabalhos tem como inspiração São Camilo de Lellis, santo católico protetor dos enfermos e dos hospitais que deu nome à ordem italiana e à instituição. Já a questão prática está na preservação do trabalho junto à população, pois as três unidades, que recebem 95% de pacientes por operadoras de saúde e 5% particulares, contribuem na manutenção de outros 38 hospitais espalhados pelo Brasil e que atendem via SUS. “Nossa visão na questão administrativa e financeira é de sermos autossustentáveis”, explica o diretor do Hospital São Camilo, Valdesir Galvan.

Essa relação das três unidades em São Paulo com a manutenção da assistência social prestada aos brasileiros exige que a gestão do Hospital São Camilo seja totalmente planejada. A receita do grupo somou R$ 450 milhões em 2009. No entanto, cada uma das três unidades é acompanhada, de forma individual, trimestralmente e anualmente. Além disso, há a realização de um planejamento estratégico de três anos. “Possuímos vários indicadores, como de performance e margem de contribuição dos produtos do hospital. Acompanhamos a evolução orçamentária de cada um dos hospitais. Não queremos perder o controle”, detalha o diretor.

As metas também são individuais. O líder de cada unidade e, consequentemente, a gerência de cada setor recebe informações sobre o histórico. Tais pareceres são discutidos e a partir disso são desenvolvidas metas financeiras, econômicas, de qualidade e resultado. “Cada gestor sabe onde pode apertar o cinto. Quem está fora do dia-a-dia da unidade não pode avaliar profundamente que área pode receber mais ou menos investimento, sem prejudicar a qualidade do atendimento”, conta o diretor, que afirma que a qualidade é primordial nos 2 mil atendimentos feitos por dia com a ajuda de 3.200 colaboradores.

Crescimento sustentável

Dentro deste projeto de sustentabilidade há espaço para a ampliação. Com uma nova torre concluída na unidade de Pompéia, o São Camilo passará de 530 leitos para 600 no total, e deve registrar um aumento de receita de 12% em 2009. Esse crescimento é baseado numa eterna conversa com as fontes pagadoras, com os financiadores do projeto e também numa política de equilíbrio nas contas. As diárias e taxas, por exemplo, são subsidiadas pelos medicamentos, que representam cerca de 45% da receita do hospital. “O importante é o custo final do produto”, argumenta Galvan.

A garantia dessa política de corte de custos inclui ainda a relação com as operadoras. E neste quesito o grande desafio é o de chegar a um custo final adequado e justo para ambos, enquanto a forma de pagamento mais usada, fee for service, não for mudada no mercado. Foram nessas conversas que o São Camilo negociou um pacote cirúrgico, que segundo o diretor, foi bom para prestador e operadora. “É preciso encontrar um ponto de equilíbrio, onde todo mundo cede um pouco.” Isso também se aplica ao nível de glosa, que no hospital tem sido de 5% em média. “No passado as glosas eram imensas. Hoje há auditores dos dois lados o que garantiu reduções significativas.”

A saúde financeira e econômica é outro ponto importante em um hospital que tem intenções de crescer. Disso depende a obtenção de crédito e financiamento para a realização de projetos, como o caso da ampliação da unidade Pompéia A nova torre contou com 80% de financiamento do BNDES e 20% de recursos próprios, proporção de praxe no hospital. “A aprovação demora cerca de um ano no BNDES, pois o hospital precisa comprovar vários dados, como saúde financeira e viabilidade do projeto.” O diretor avalia que o custo benefício é positivo, pois, além de possibilitar mais atendimentos ao público, o hospital acaba contribuindo em outros aspectos, como a geração de empregos e a continuidade do atendimento nos 38 hospitais espalhados pelo Brasil e cuidados pelo Hospital São Camilo.

Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/SB_Web e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta