Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Atendimento a aborto legal no SUS não tem sido efetivo

Publicidade

Segundo números do dossiê elaborado pela organização não-governamental Católicas pelo Direito de Decidir, apenas 37 hospitais públicos em todo o país realizam o aborto nos dois casos permitidos por lei: gravidez resultante de estupro e gravidez que coloque em risco a vida da gestante. A organização justifica que mesmo com a garantia da lei, não há atendimento público efetivo e a falta de assistência colabora com a clandestinidade. Além disso, a falta de informação e de acesso ao serviço são os principais entraves à implementação do projeto.
O principal objetivo da ONG é dar uma contribuição ao movimento social das mulheres e ao ministério da Saúde, para mapear e melhorar o atendimento.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta