Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Anvisa torna obrigatória monitoração de UTIs em todo o Brasil

Publicidade

No início de 2010, a Anvisa publicou uma resolução que estabelece novas regras para o funcionamento de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Com o objetivo de reduzir os riscos a pacientes internados, a RDC 7 regulamenta a gestão de alguns indicadores assistenciais nas UTIs de todos os hospitais públicos e privados do Brasil. A norma, que visa elevar a qualidade do atendimento, passa a vigorar como requisito obrigatório a partir de hoje, 24/08, e cada instituição poderá optar pelo formato de monitoração, seja ele manual ou informatizado. Entre os indicadores a serem monitorados estão, por exemplo, a prevenção e o controle de infecções relacionadas à assistência à saúde, a taxa de reinternações em menos de 24 horas e o tempo de permanência na UTI. Para Jorge Salluh, diretor de operações da Epimed, empresa especializada em sistemas de inteligência médica, “Esta normatização da ANVISA atende a uma demanda de médicos intensivistas, gestores hospitalares e, em especial, de pacientes e seus familiares garantindo melhor qualidade assistencial e transparência no cuidado com a informação médica. É essencial se adequar uma vez que, a partir dessa data, a instituição que não estiver adequada à nova regra estará vulnerável em caso de auditoria da Vigilância Sanitária”, explica. Segundo dados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), o Brasil dispõe de cerca de 30 mil leitos de UTI.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta