Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Anvisa firma parceria com a AMB para controle de produtos hospitalares

Publicidade

Mais qualidade e segurança no controle de produtos de saúde utilizados em hospitais, ambulatórios e consultórios do País. É o que promete a parceria entre a Anvisa e a Associação Médica Brasileira (AMB). As duas entidades assinaram um termo de cooperação técnica e científica para que as 52 sociedades médicas filiadas à AMB passem a notificar irregularidades e reações adversas relacionadas a produtos médico-hospitalares. A medida vai permitir a ampliação de um trabalho realizado desde 2001 pela rede de Hospitais-Sentinela. O convênio entre a Anvisa e AMB estabelece um canal de comunicação do órgão federal com as diversas especialidades médicas do País. As sociedades filiadas à Associação Médica reúnem quase cem mil médicos.
Entre as sociedades especializadas filiadas à AMB estão as de Cancerologia, Cirurgia Plástica, Clínica Médica, Dermatologia, Endocrinologia, Ginecologia e Obstetrícia, Neurologia, Ortopedia, Pediatria e Urologia. Elas abrirão espaço para divulgação de ações da Anvisa em seus eventos e utilizarão seus informativos para conscientizar os médicos sobre a importância de se emitirem notificações.
Cada uma das sociedades indicará representantes que terão acesso, por meio de uma senha, ao banco de dados digital do Sistema de Informação de Notificação de Eventos Adversos e Queixas Técnicas relacionados a Produtos de Saúde (Sineps).
Até então o Sineps era usado pelas vigilâncias estaduais de saúde e pela rede de Hospitais-Sentinela. Os Sentinelas fazem parte de um projeto desenvolvido pela Anvisa junto com os maiores hospitais brasileiros para vigilância de produtos de saúde. O Sineps também está disponível aos chamados Hospitais Colaboradores. Eles não recebem recursos da Anvisa como os Hospitais-Sentinela, mas participam voluntariamente das ações de notificação.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta