Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Anvisa e Polícia Federal investigam falsificação do Glivec

Publicidade

A Agência Nacional da Vigilância Sanitária (Anvisa) em parceria com Polícia Federal deflagrou na última terça-feira, 13, uma operação na cidade do Rio de Janeiro e em Porto Alegre (RS) para identificar pontos de falsificação e comercialização irregular do medicamento Glivec, utilizado no tratamento da leucemia e produzido pelo laboratório Novartis Biociências S.A. O medicamento chega a ser comercializado por R$ 10 mil.
Foram expedidos 11 mandados de busca e apreensão. No Rio de Janeiro, fiscais da Anvisa e agentes da PF identificaram irregularidades fiscais e sanitárias nos locais inspecionados. Em Porto Alegre, a equipe apreendeu uma caixa de Glivec falsificado que era comercializado por uma distribuidora local.
A investigação teve início em janeiro deste ano, quando a Anvisa recebeu uma denúncia de um hospital de Porto Alegre. Após análise, foi constatada a  falsificação do lote Z0047 do Glivec, fabricado em janeiro deste ano, com validade até dezembro de 2008 e na versão 400mg. Por precaução, a Anvisa publicou no Diário Oficial desta quarta-feira, 14, uma resolução que determina a apreensão e inutilização do lote do medicamento.
Em comunicado oficial, a Novartis salientou que está trabalhando em conjunto com a polícia para a investigação e identificação do falsificador, e entrando em contato com hospitais e distribuidores que compraram o lote Z0047 do Glivec para verificarem se há indícios da falsificação.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta