HIS17 Já emitiu sua credencial gratuita para o HIS '17? Já são +1.800 profissionais! Clique aqui

ANS anuncia lista de hospitais que atendem a critérios de qualidade

Publicidade

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou a lista de hospitais que atendem critérios significativos de qualidade para aferir o padrão de assistência prestada à população. Os dados  mostram o desempenho dos estabelecimentos, de acordo com três indicadores: acreditação, índice de readmissão hospitalar e segurança do paciente. Essa é a primeira vez que a ANS  apresenta informações sobre atributos dos prestadores, disponibilizando subsídios para que os consumidores possam verificar e avaliar os serviços.

De acordo com a ANS, a lista de hospitais acreditados denota todos os estabelecimentos que possuem a certificação máxima emitida por instituições acreditadoras de serviços de saúde. Seu caráter voluntário infere que apenas as instituições interessadas na melhoria da qualidade dos seus serviços se habilitem para a avaliação.

Já a relação que avalia a taxa de readmissão hospitalar mostra as instituições que atenderam às exigências da ANS no que diz respeito  à taxa de reinternação em até 30 dias da última alta. Este indicador mede a capacidade progressiva do prestador em assistir as pessoas a se recuperarem de forma tão eficaz quanto possível e é constantemente utilizado como parâmetro para a qualidade assistencial.

Da mesma forma está disponível a relação de hospitais que apresentam Núcleo de Segurança do Paciente cadastrado na Anvisa. O indicador tem como finalidade estimular a melhoria contínua dos processos de cuidados e do uso seguro de tecnologias da saúde, a disseminação sistemática da cultura de segurança, a articulação dos processos de gestão de risco e a garantia de boas práticas de funcionamento do serviço de saúde. Conforme  Resolução 36/2013 da Anvisa, todos os serviços de saúde compreendidos pela norma devem instituir núcleos de segurança do paciente.

O Fator de Qualidade deve contribuir também como parâmetro de reajuste para os contratos firmados entre operadoras e profissionais de saúde como médicos, fisioterapeutas e psicólogos. Para este grupo, as normas começam a valer a partir de 2017, do mesmo modo para laboratórios, clínicas e outras unidades de prestação de serviço de saúde.

       
Publicidade

Deixe uma resposta