Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Anemia e gestação podem representar combinação fatal

Publicidade

Alimentação inadequada e falta de assistência pré-natal estão entre as principais causas da anemia gestacional A anemia em gestantes é uma condição frequente e perigosa. “Em países desenvolvidos, estima-se que aproximadamente 18% das gestantes apresentem anemia durante a gravidez. Nos países em desenvolvimento, o índice aumenta de maneira significante, variando de 35% a 75%”, afirma o hematologista Sandro Melim, do DASA /Exame Medicina Diagnóstica. Segundo o especialista, casos severos de anemia estão associados a uma acentuada taxa de mortalidade entre as gestantes. Todavia, graus leves e moderados parecem não aumentar tal risco. Dr. Melim conta que grande parte dos casos está relacionada a questões socioeconômicas, como falta de nutrição adequada e dificuldade de acesso aos serviços de assistência pré-natal. Além de questões socioeconômicas, a anemia gestacional acontece por diversas causas. “Entre os principais motivos está o aumento na demanda de ácido fólico pelo organismo – devido à produção dos tecidos e órgãos do feto”, destaca o hematologista do Exame. Baixos níveis de ácido fólico colocam a gestante em risco de desenvolver anemia megaloblástica. Isso pode acarretar problemas irreversíveis para o feto, como defeitos na formação do tubo neural (estrutura que dá origem ao cérebro e à medula espinhal). Dr. Melim destaca que a prevenção da anemia na gestação pode ser feita com suplementação de ferro e ácido fólico, além de orientação nutricional.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta