HIS17 | Healthcare Innovation Show Compre 1 convite e leve 2, e economize 50% durante a pré-venda! Saiba mais

AMB e APM pedem posicionamento do governo contra abertura de novas escolas médicas

Publicidade

A Associação Paulista de Medicina (APM) e a Associação Médica Brasileira (AMB), assim como outras entidades médicas, estão extremamente preocupadas com a possibilidade da criação de mais uma centena de faculdades de medicina no Brasil. Tal iniciativa é considerada crime pelas entidades, visto que o crescimento de novos cursos aumentou as denúncias de erros médicos em 130%. A indignação surgiu de notícias recentes sobre o estudo que o Ministério da Educação estaria fazendo sobre a abertura de mais 107 cursos de medicina no Brasil.
Para as entidades, a abertura indiscriminada de escolas médicas é um atentado contra o bom funcionamento do sistema de saúde e gera, inclusive, um grave risco à vida dos cidadãos. Será contestada na Justiça, pois não existem quaisquer critérios técnicos e científicos que justifiquem tal medida.
Tanto a AMB, quanto a APM, exigem que o Governo se posicione energicamente contra a proliferação de faculdades de Medicina. foi cobrado ainda uma fiscalização rigorosa de todos os cursos já em funcionamento e o fechamento daqueles que, porventura, não atendem as condições necessárias para oferecer formação adequada aos futuros médicos do Brasil.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta