Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Aga oferece fundo para pesquisa de terapias com gases

Publicidade

Entre 5 de janeiro e 18 de abril de 2005 estarão abertas as inscrições para o Fundo GEMI (Gas-Enabled Medical Innovations), que tem o objetivo de financiar a pesquisa e o desenvolvimento de soluções terapêuticas e diagnósticas com gases em áreas da medicina ainda sem resposta satisfatória. Criado em 2003 pela Linde Gas Therapeutics (LGT) – AGA, conhecida anteriormente pela marca AGA Linde Healthcare, em parceria com a Harvard Medical International de Boston, EUA, e o Instituto Karolinska de Estocolmo, Suécia, o Fundo GEMI distribui, de dois em dois anos, bolsas de US$ 1 milhão para candidatos de todo o mundo. Uma das líderes mundiais no fornecimento de gases medicinais, a Linde Gas Therapeutics conta com uma divisão especializada no mercado de healthcare e acredita que há um enorme potencial para o uso terapêutico dos gases.

De acordo com o gerente de Marketing Médico para América do Sul da LGT, Klausner Medeiros, as tendências recentes mostram uma diminuição dramática no surgimento de novos produtos voltados para o segmento farmacêutico. A Linde Gas Therapeutics deseja influenciar uma mudança e apoiar novos produtos com exclusividade no mercado.

O Fundo GEMI concede verbas para o desenvolvimento de pesquisas inéditas e inovadoras dirigidas ao uso clínico dos gases usados no tratamento prevenção e/ou o diagnóstico de doenças ou outros problemas físicos. Distribuindo um total de US$ 1 milhão entre cinco a dez projetos, GEMI veio substituir um fundo nórdico de pesquisa, chamado AGA AB Nordic Medical Gas Research Fund. Este último foi lançado há 15 anos pela AGA Linde Healthcare (agora Linde Gas Therapeutics), também em parceria com o Karolinska Institutet, e patrocinou aproximadamente 300 projetos de pesquisa na região nórdica.

Em 2003, durante a primeira cerimônia de premiação do Fundo GEMI, sete pesquisadores que trabalham em centros de estudo dos EUA, da Alemanha e de Portugal foram os vencedores.
Os projetos inscritos no Fundo GEMI devem abranger campos da ciência básica ou da ciência médica aplicada, e envolver recentes e inovadoras pesquisas relacionadas ao uso clínico aperfeiçoado de gases. O uso clínico inclui também o setor de Homecare e de Emergência, além dos campos da Odontologia e Medicina Veterinária. As áreas típicas de pesquisa incluem o tratamento da doença aguda e crônica de pulmão e de efeitos sistêmicos dos gases inaláveis. Será dada preferência à pesquisa sobre gases bioativos, tais como o óxido nítrico, monóxido de carbono, óxido nitroso, oxigênio, xenônio e os hidrocarbonetos.
Serviço:
O formulário de inscrição estará disponível para download no site do Fundo GEMI (www.gemifund.org) a partir do dia 4 de janeiro de 2005. A divulgação dos resultados está prevista para julho de 2005. A cerimônia de premiação acontece em Estocolmo, Suécia, em 15 de setembro de 2005.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta