Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Mindfulness em 2015, uma iniciativa de sucesso

Publicidade

O ano de 2015 começou e é chegada a hora de tomarmos atitudes concretas em direção ao bem estar, dentro e fora de nossas empresas de saúde.  Quero aproveitar uma reportagem que saiu na primeira edição da revista Veja neste novo ano para voltar a falar sobre Mindfulness.
Como já apontado, Mindfulness é a combinação de atenção e intenção, no momento presente. Dessa forma, com a mente totalmente focada, passamos a observar a realidade de forma clara e abrimos espaço para o positivo se manifestar.

Uma palavra muito associada ao Mindfulness é meditação. Hoje, essa prática ancestral perdeu o estigma original, essencialmente religioso, com os avanços na compreensão dos reais benefícios para a mente e para o corpo. Essa mudança se iniciou no ocidente e dentro de empresas quando, em 1979, um professor da Universidade de Massachusetts, Jon Kabat-Zinn, aplicou esta técnica em pacientes com recaída de depressão, com excelentes resultados. Junto com a sua aplicação vieram vários estudos e pesquisas.

Hoje o programa por ele desenvolvido (chamado MBSR, de 8 semanas) é aplicado em muitos lugares do mundo, inclusive no Brasil.

Além disso, nos últimos 20 anos, com o maior acesso à tecnologia e diagnóstico por imagem, muitos estudos e descobertas foram feitos sobre os benefícios do Mindfulness, principalmente nos EUA, comprovando sua aplicação na melhora no tratamento de diversas doenças e sintomas, como câncer, ansiedade, dor, infecções, hipertensão, doenças cardiovasculares etc.

Também se estudou a aplicação da atenção total no ambiente empresarial, com diversos resultados e potenciais benefícios, como aumento da criatividade, produtividade, liderança positiva, relacionamentos harmoniosos, aceitação de mudanças, bem estar e satisfação com o trabalho. Há ainda muitas iniciativas e estudos direcionados para a área de educação

Por detrás desta redescoberta do Mindfulness e da meditação está a ciência, mostrando alterações físicas (a neuroplasticidade) no cérebro de quem faz práticas específicas, bem como na medição de resultados mais positivos, como em relação à dor, à aceitação, ao relacionamento mais fácil etc.

Vejo que o entendimento cognitivo sobre Mindfulness é uma grande oportunidade para que se entenda e se acredite em seu potencial, bem como para se eliminar preconceitos e ideias equivocadas, como sobre a incapacidade que muitos acreditam ter em aquietar e concentrar a mente. Entretanto, este entendimento apenas abre as portas. Como estudioso e praticante desta técnica há muitos anos, afirmo que, para efetivamente entrar é preciso praticar. E sinto que é isso que 2015 nos pede, ações simples, porém efetivas e transformadoras. Um ano onde devemos agir melhor do que fizemos no passado.

Desejo que 2015 seja um excelente ano para todos, com muita clareza e prosperidade. E com Mindfulness na cabeça…

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta