Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Genômica: Uma Grande Aposta de Futuro para a Medicina

Publicidade

A Genômica [1] é uma tecnologia de ponta muito importante e terá um poder transformacional gigante na Medicina do futuro por uma série de motivos. O analista de indústria Ernst Young anunciou recentemente que a Genômica será umas das 10 tecnologias que vai auxiliar a reduzir os custos e proporcionar uma grande revolução na Saúde [2-3].

O seu genoma é o “software” que controla o seu corpo. Ele é composto por 3,2 bilhões de "letras" (T, C, A e G), ou pares de bases, que codificam tudo o que faz "você" – a cor do seu cabelo, a sua altura, sua personalidade, sua propensão à doença, seu tempo de vida, e assim por diante. Até recentemente, era muito difícil de forma rápida e barata "ler" essas letras e, ainda mais difícil, entender o que eles fazem. Em 2001, co-fundador da Human Longevity Inc. (HLI) o Dr. J. Craig Venter sequenciou o primeiro genoma humano completo.

Demorou cerca de um ano e custou US $ 100 milhões. Desde então, o custo de sequenciar um genoma foi caindo exponencialmente, ultrapassando a Lei de Moore por quase 3x. Atualmente, o custo nos EUA para sequenciar o DNA é de US$ 1.000,0. Ver mais sobre custo do sequenciamento do DNA aqui [3.1].

O Presidente Obama dos EUA tem apostado (e investido) muito na genômica através da Medicina Personalizada [4] (ou Medicina de Precisão [5]). Ele anunciou em 30.jan.2015 o programa americano de “Precision Medicine” [6-6.1] e, na ocasião “cunhou” essa pérola aqui: “Give us the greatest opportunities of new medical breakthroughs that we ever have seen … doctors have recognized that every patient is unique and always they try to tailor the treatment the best they can … the promise of Precision Medicine is delivering the right treatments at the right time, every time, to right person” que você pode ver e ouvir neste video do lançamento do referido programa [7]. Qual o “mote” da Medicina Personalizada: tratar a doença de cada paciente respeitando as características do indivíduo (o seu genoma, o ambiente que ele vive e o seu estilo de vida pessoal). O “Paciente” é o principal foco dessa Medicina … done! [7.1]. Em abril deste ano, os EUA anunciaram um reforço de medidas para acelerar o referido programa [8-9] e [9.1]. No início de julho de 2016, o governo americano resolveu investir mais 55 MUS$ no Programa de “Precision Medicine” [10-13].

O mercado avalia que o Obama “busca fazer sua marca na Medicina Genética” [13.1]. Conheça mais sobre Medicina Personalizada e de Precisão aqui [13.2] e [14] e nestas 02 matérias do Saúde Business [14.1] e [14.2].

Além do forte apoio do Presidente Obama às inciativas baseadas no Genoma nos EUA, o conceituado serviço britânico NHS também aposta na genômica no seu sistema [15]. O Governo Britânico tem também a sua inciativa do Projeto de 100.000 Genomas através do NHS e várias parcerias de mercado [15.1]. O movimento capitaneado pelo EUA tem estimulado outras regiões do mundo da direção da Medicina Personalizada.

Um outro destaque na área de Genômica vem da China. Acreditamos que esse país é o lugar com a maior capacidade instalada para processar o sequenciamento do DNA [15.2]. A BGI Genomics chinesa [15.3] é uma das líderes mundiais de genômica. Essa empresa também serve como o principal centro de sequenciamento do projeto 1000 Genomics Project [15.4] que é um esforço de pesquisa mundial do genoma humano envolvendo vários países, a saber: China, Itália, Japão, Quênia, Nigéria, Peru, Reino Unido e EUA [15.4]. Ver outras referências sobre genômica na China aqui [15.5] e [15.6].

O projeto para entender o genoma humano [16] há muito tempo prometeu revolucionar a forma como as doenças são diagnosticadas, as drogas são projetadas e, até mesmo, a maneira que a medicina é praticada. A capacidade de interpretar a informação genética humana mantém a promessa de fazer “qualquer coisa”, desde prever quais drogas que irão funcionar em um determinado paciente (i.e. Farmacogenômica [17-17.1]), bem como, identificar a predisposição de uma determinada pessoa desenvolver doenças.

A informação genômica já está transformando algumas práticas médicas. O Sequenciamento de DNA [17.1] mudou a maneira como os fetos são “rastreados” (“screened”), substituindo o tradicional exame invasivo e arriscado por um outro exame onde as anormalidades no DNA fetal podem ser obtidas a partir de amostras do sangue retiradas da mãe [18]. Estamos falando da nova tecnologia de Biopsia Líquida [19-20] para teste pré-natal não-invasivo (NIPT = “Non-invasive Prenatal Testing”) [21]. Com o tempo, este tipo de método de biopsia irá estender-se a outras doenças genéticas e outras aplicações médicas. Uma área promissora para o tratamento de alguns tipos de câncer! Usar exames de sangue para detectar alterações genéticas em tumores pode permitir aos médicos descobrir mais rapidamente quando as drogas não são mais eficazes. Isto é tão promissor que já há grandes especulações no mercado sobre a realização de tais Biópsias Líquidas poderia ser um negócio de 11 BUS$ até 2022 (sic).

Concretizar o vasto potencial da Medicina Genômica [22] é um projeto não só comercial, bem como científico. Ele se baseia em um pequeno grupo – mas crescente – de empresas de biotecnologia que estão competindo para produzir dados de forma mais barata, analisá-los mais rapidamente, armazená-los de forma segura e, em seguida, traduzi-los todos em informações úteis. Essas empresas são chamadas de “biotecnologia” (ou “biotech”). Por razões óbvias essas empresas estão em um momento de alta valorização – e crescente – no último ano [23-24]. Nós já tivemos um brasileiro que “ganhou um bom dinheiro” nesse nicho pois a “biotech” dele (e mais 2 sócios) chamada GeneWEAVE foi vendida por 425 MUS$ para a gigante farmacêutica suíça Roche [25]. Veja mais algumas outras oportunidades de negócios para “biotechs” aqui [26]. Nessa última referência o Prof. Dr. Atul Butte da UCSF da Califórnia diz “como ganhar um dindim” com uma “biotech de garagem” como no passado o Bill Hewlett & Dave Packard (HP), Bill Gates e o Steve Jobs fizeram com suas “techs” tradicionais nas suas garagens. A onda de futuro agora é apostar em “bioinformática na garagem”!

Essas tarefas têm se revelado mais difícil do que o esperado. Como os dados do genoma já começaram a ser recolhidos e “peneirados”, as “pepitas” do “ouro genético” estão começando a surgir. No entanto, criar e usar essa torrente gigantesca de informações é um empreendimento de grande escala e complexidade. Cada genoma humano compreende cerca de uma centena de gigabytes de dados. A quantidade recolhida está dobrando a cada sete meses; em 2025 essa demanda poderia exigir mais capacidade de armazenamento que para cada vídeo do YouTube no planeta, ou para todos as informações que os astrônomos têm coletados dos céus [27].

Uma empresa em particular, tem estado no centro desta indústria nascente de dados genômicos. Ela chama-se Illumina [28], com sede em San Diego, e é o principal fornecedor das máquinas para o sequenciamento da informação genética. O seu domínio, e seu papel na redução dos custos do sequenciamento do genoma, levou a comparações com aderência da Intel na fabricação de chips. Ela controla 70% de um mercado de sequenciamento de DNA de 3,3 BUS$ em 2015 no mundo, de acordo com a Research and Markets, uma empresa de pesquisa [29-31]. Como seus clientes, agora são principalmente pesquisadores, quando ela expandir para incluir médicos nesse processo, esse mercado poderia crescer para entre 12,0 BUS$ e 20,0 BUS$ em em 2020. Tudo aponta que a Genômica vai fazer uma grande transformação na Medicina.

A Illumina anunciou em meados do ano passado um novo e revolucionário negócio para criar um “hub” de dados genômicos para consumidores com tradicionais (uma “house de apps genômicas”) com a participação de tradicionais VCs e também da renomada Mayo Clinic dos EUA [31.1]. Esse novo negócio chama-se Helix e capturou um investimento de 100 MUS$ [31.2]. Com a Helix, a Illumina entre no famoso negócio de DTC (=”direct to consumer”) em genômica [31.3-31.5]. Um caso famoso do nicho de DTC é a empresa 23andme [55].

A dominação continuada da Illumina não é de forma alguma uma garantia de mercado para sempre. A Pacific Biosciences (ou PacBio) [32], com sede em Menlo Park, Califórnia, desenvolveu uma máquina que faz um trabalho similar. Ela está vendendo bem porque é melhor em alguns trabalho que as máquinas da Illumina. Tem também a Thermo Fisher [33], de Waltham, Massachusetts, que é um outro rival; a sua máquina poderia interessar mais ao segmento clínico porque é mais fácil de operar e mais eficiente em alcançar as sequências (de DNA) que são susceptíveis de ser de maior interesse.

As novas tecnologias do mercado de sequenciamento de DNA ameaçam tanto Illumina quanto os seus concorrentes atuais. Oxford Nanopore (Reino Unido) [34], uma pequena empresa britânica, foi pioneira em um novo método de sequenciamento. Ele passa o DNA através de pequenos orifícios, cuja mudança de resistência elétrica é registrada à medida que diferentes "letras" moleculares, ou bases, passam através desses furos. Os métodos existentes marcam as quatro letras do DNA com um marcador diferente e, em seguida, leem a sequência dos “tags”. Recentemente, a Nanopore anunciou um sequenciador do tamanho de um iPhone [35-36] – o que é uma grande revolução no mercado – que inclusive é bastante conveniente para ser utilizado remotamente conectado a um notebook para acompanhamento de epidemias (p. ex., Zika) [37]. A astronauta-bióloga Kate Rubins da NASA – que é um dos 03 astronautas que compõem a nova tripulação da Estação Espacial ISS – vai utilizar o dispositivo “MinION Sequencer” [37.3] da Oxford Nanopore para sequenciar seu DNA no espaço e ver que alterações que o espaço pode provocar no DNA humano. Este MinION tem custo 1,0 KUS$ ao contrário de um sequenciador grande que custa centenas de milhares de dólares. A NASA tem interesse em testar genômica e outras tecnologias de saúde digital no espaço [37.4].

A tecnologia da Nanopore que utiliza “poros” ainda não é tão precisa quanto a utilização de marcadores (p. ex., Illumina), mas está permitindo que máquinas de sequenciamento sejam pequenas, portáteis e mais rápidas na leitura de dados, o que acabaria por permitindo a criação de novos serviços tais como diagnósticos no campo e testes remotos para epidemias e infecções [38]. Embora não esteja claro se a tecnologia pode competir no negócio de sequenciamento do genoma humanos inteiro, o pequeno dispositivo da Nanopore britânica parece representar uma ameaça aos “bichos papões” desse mercado (p. ex., a líder Illumina). Em fevereiro desse ano, a Illumina apresentou duas ações judiciais contra a empresa do Reino Unido por violação de patente [39].

Recentemente, a Illumina entrou, também, no mercado de biopsia líquida através da “startup” Grail [39.1] que recebeu um investimento de 100 MUS$ e tem Bill Gates e Jeff Bezos como dois investidores no negócio.

Uma vez sequenciado, os dados genéticos são as matérias-primas para outros empreendimentos. Uma área florescente da atividade está em fazer com que tudo isso faça sentido. Craig Venter [40], um pioneiro da genômica e chefe da Human Longevity Inc. (HLI) [41], também em San Diego no famoso balneário de La Jolla, está montando o maior e mais abrangente banco de dados de dados genômicos e clínicos do mundo, a fim de “caçar” através dele alvos para novos medicamentos. Conheça mais um pouco das ideias inovadoras de Craig Venter aqui [42].

O entendimento da base genética de uma doença ou distúrbio pode ser crítico na identificação de terapias que vão corrigir esses problemas. Com isto em mente, a HLI recentemente assinou um contrato de dez anos declaradamente no valor de centenas de milhões de dólares com a AstraZeneca, uma empresa farmacêutica britânica, para sequenciar meio milhão de genomas. O potencial para encontrar alvos para medicamentos é de tal ordem que o Sr. Venter pensa HLI poderia um dia se transformar em uma empresa farmacêutica [43].

Esse projeto da AstraZeneca é uma grande sacada: a farmacêutica está procurando variantes genéticas não usuais de DNA que contribuem para doenças complexas como p. ex., diabetes e doenças cardíacas. Eles estão em parceria com o Instituto Sanger (UK), com a biotech HLI de Craig Venter que trabalhou no projeto de genoma original e com o

Instituto de Medicina Molecular da Finlândia. Por que a Finlândia? Porque a população finlandesa ficou isolada até recentemente e por essa razão ela tem uma constituição genética diferenciada. Como resultado, algumas variações genéticas que são muito raras em outras populações podem ser mais comuns na Finlândia, tornando-as mais fáceis de detectar e estudar.

A corrida para identificar alvos promissores é susceptível no encorajamento de mais dessas parcerias com as farmacêuticas para tentar colocar as mãos em dados que irão ajudá-los a melhorar suas condutas na busca de novos medicamentos. De fato, em um outro negócio dez empresas, incluindo AbbVie, a Biogen, a Roche, a Takeda e a GSK, uma parceria com Genomics England, uma empresa criada pelo governo britânico para sequenciar os genomas de 100.000 pacientes [44].

Os dados genômicos têm de ser armazenados, bem como analisadas. Isso traz para a arena empresas de computação em nuvem (cloud). Sr. Venter diz que sua empresa HLI paga para a Amazon Web Services (AWS) “apenas a bagatela” de 1,0 MUS$ por mês por processamento e armazenamento. Isso ainda não é um grande negócio, mas está crescendo. De acordo com uma estimativa, as empresas de computação em nuvem poderiam cobrar 1,0 BUS$ por ano até 2018 à medida que as quantidades de informação digital continua a crescer. As empresas, incluindo AWS (Amazon Web Services) [44.1] e Google [44.2] estão disputando “cabeça a cabeça” para se tornar a plataforma preferencial para o gerenciamento de sequências do genoma.

Uma maneira de atrair negócios para as empresas de “cloud” na área de genômica é também oferecer ferramentas para auxiliar na manipulação dos dados.  Em fevereiro desse ano, a Microsoft anunciou uma colaboração com Spiral Genetics [45], que desenvolveu métodos de gestão e análise de sequências de genomas. Em maio desse ano, a gigante de telecom chinesa Huawei lançou a “China Precision Medicine Cloud” [46], que inclui ferramentas da Wuxi NextCODE [46.1], uma empresa de análise de dados (“analytics”), que permite que milhares de genomas humanos completos sejam analisados de uma só vez. Muitas outras empresas estão ofertando maneiras de fatiar e cortar os dados de genoma na nuvem, incluindo a DNAnexus [47], a Seven Bridges [48] e a BaseSpace [49] da Illumina.

Como teste genético se torna cada vez mais barato, ele vai abrir novas oportunidades de negócios. A empresa Invitae [50], com sede em San Francisco, já está se posicionando para estabelecer-se como a “Amazon” do negócio de genoma, tornando o processo de encomenda de teste genético de “nível médico” tão fácil e barato que os testes para doenças geneticamente herdadas se tornam tão simples como encomendar livros “online”.

Algum dia no futuro você brasileiro vai poder encomendar seu teste genético em uma grande rede tradicional de farmácias (tipo Drogafarma) através de uma raspagem simples da sua boca com um “cotonete” especial.

Existem outras aplicações de genômica além da medicina. Por exemplo, o sequenciamento do genoma poderia ser usado para verificar se os alimentos são “saudáveis” para comer, por exemplo, ou para reprimir sobre o comércio ilegal de espécies selvagens ou para monitorar a propagação da Resistência a Antibióticos e até na área criminal. O segmento de Resistência a Antibióticos pode ser um grande nicho visto que esse problema pode se transformar em uma grande “pandemia” no futuro [51]. Uma área para apostar! A empresa GeneWEAVE que foi adquirida pela Roche por 425 MUS$ (como vimos acima) era focada em genômica da área de Resistência a Antibióticos [25]. No Brasil temos as empresas tradicionais nesse segmento de Genômica que são: Mendelics [52] em São Paulo Capital e DNA Consult [53] de São Carlos no Estado de São Paulo.

Mas os lucros – ainda – não são garantidos fluir rapidamente. Os prestadores de serviços de saúde e os governos que são uma fonte óbvia de compra de serviços de genômica são notoriamente lentos para gastar seu “dinheiro” em novas formas de testes. E o negócio dos testes genéticos DTC (“direct-to- consumer”) [54] ainda depende do convencimento das pessoas de que tais testes valem a pena, como também, dos reguladores de saúde que são seguros e precisos.

A Genômica há algum tempo mistura uma promessa gigantesca de futuro bem como dificuldades práticas (p. ex., “evangelização” dos consumidores, preço e postura dos reguladores de saúde) mas, não tenha dúvida, ele vai transformar o futuro da medicina.

Acredite e invista aqui que e, se souber fazer, pode ganhar um bom dinheiro! A Genômica vai trazer uma série de novas oportunidades de negócios para diferentes “players” de mercado. A seguir delineamos alguns delas de forma sumária (não é uma lista extensiva), a saber:

(a) Medicina Personalizada

Abordamos anteriormente aqui nessa matéria sobre essa oportunidade. Essa é nova proposta de uma medicina diferenciada onde o paciente é tratado considerando-se o seu genoma, o ambiente que ele vive e o seu estilo de vida pessoal;

(b) Famacogenômica

Esse segmento pode ser considerado um subconjunto da Medicina Personalizada mas resolvemos destacá-lo devido a sua peculiaridade. A Famcogenômica permite a qualquer instituição que fornece medicamentos de alto custo economizar dinheiro reduzindo o seu custo com medicamentos. Imagine um medicamento oncológico de alto custo (p. ex., 20 mil reias). Se esse medicamento não é processado pelo metabolismo de um determinado paciente por causa do tipo do seu DNA, o fornecedor do medicamento “jogou o dinheiro no lixo”. E como saber disso? Investigando alguns marcadores genéticos no genoma do paciente. Nessa matéria [14.2] do Saúde Business abordamos esse tema. Um outro nicho da Farmacogenômica é o Desenvolvimento de Novos Medicamentos.

Abordamos anteriormente aqui nessa matéria sobre essa oportunidade com os casos da parceria da farmacêutica AstraZeneca com a empresa Human Longevity de Craig Venter e também o caso do Projeto dos 100 mil genomas britânico incluindo as empresas AbbVie, a Biogen, a Roche, a Takeda e a GSK, uma parceria com Genomics England, uma empresa criada pelo governo britânico para sequenciar os genomas de 100.000 pacientes [44].

Essa é uma área muito interessante em termos de retorno financeiro – ver [23] – mas acreditamos que ainda é longínqua no Brasil pois não temos mão de obra adequada e infraestrutura tecnológica privada para tal negócio;

(c) Biopsia Líquida

Abordamos anteriormente aqui nessa matéria sobre essa oportunidade. Essa tecnologia vai ser uma grande quebra de paradigma nas biopsias invasivas tradicionais além de proporcionar também o teste pré-natal não-invasivo (NIPT = “Non-invasive Prenatal Testing”). Para mais detalhes veja essa matéria aqui [20]. Boa oportunidade de negócio no Brasil; (d) Edição de Gene (ou CRISPR [56])

Esse vai ser um negócio gigantesco pois ele vai permitir a reparação do DNA de uma forma muito precisa possibilitando a cura de diversas doenças genéticas. Veja esse vídeo aqui muito interessante do Fantástico da Rede Globo [57] sobre a edição de gene. Para mais detalhes sobre essa técnica ver [58-59]. Um “player” mundial que está investindo nessa técnica é o inovador fundo do Google, o Google Ventures [60-61];

(e) “Cloud” de Medicina Personalizada

Abordamos anteriormente aqui nessa matéria sobre essa oportunidade. Esse nicho vai estimular o aparecimento de novos “players” misturando o conhecimento em computação e de biologia molecular. A área de bioinformática aqui é muito importante. Este pode ser um excelente nicho de novos negócios!;

(f) Microbiota (ou “Microbiome”) [62 e 62.1]

O corpo humano é composto por 10% de células humanas e 90% por micróbios. Os micróbios representam de 1 a 3% do peso de um ser humano [63-64]. O Microbiota já está sendo chamado da “nova fronteira da biotecnologia” [62.2].

A visão tradicional do corpo humano é que ele é uma coleção de 10 trilhões de células que são eles próprios os produtos de 23.000 genes. Se os pesquisadores estão corretos, estes números subestimam radicalmente a verdade. Nos cantos e recantos de cada ser humano, e especialmente em suas entranhas, habita o “microbioma”: 100 trilhões de bactérias de várias centenas de espécies de rolamento 3 milhões de genes não-humanos. Os pesquisadores biológicos acreditam que estes micróbios devem ser contados também; na verdade os humanos não são organismos individuais, mas superorganisms feitos por lotes de organismos menores (genes humanos & micróbios) que trabalham em conjunto [65].

O Microbioma é a “NOVA FRONTEIRA NA MEDICINA” disse Paul Roben da Universidade da California de San Diego (UCSD) [66] falando sobre a importância dele e seu potencial de mudar completamente a forma que nós gerenciamos (e vamos gerenciar) a saúde e as doenças no futuro.

O Microbioma está relacionado não apenas com uma doença mas com TODAS as doenças: diabetes, obesidade, autismo, depressão, câncer, doenças gastro, resistência a antiobióticos, etc.

Por que o Microbioma é muito importante para o ser humano? Por que ele interage diretamente com o sistema regulatório do corpo humano afetando qualquer coisa como digestão, sistema nervoso, sistema imunológico, etc.

Um exemplo interessante aqui da importância do Microbioma: bebês que nascem de parto cesariano e, dessa forma não interage com o microbiota materno, têm os seguintes riscos potencializados de desenvolver as seguintes doenças, a saber:

  •  500% de risco de alergias;
  •  300% de risco do distúrbio de hiperatividade e déficit de atenção;
  •  80% de risco de doença celíaca;
  •  70% de risco de diabete tipo 1;
  •  50% de risco de obesidade.

 

O entendimento do Microbiota vai proporcionar novas terapias, intervenções e diagnósticos na medicina. Durante séculos, pensava-se que as bactérias só poderiam ser prejudicial para nós. Mas pesquisas recentes nos trouxe novos “insights” – revolucionários – sobre o papel do Microbiota em tudo, desde o nosso sistema imunológico até o nosso metabolismo.

Na última década, o National Institute of Health (NIH) dos EUA iniciou o Projeto Microbiota Humano [66.1] para estudar esses trilhões de bactérias e suas implicações para a saúde humana, como se vê, os micróbios compõem a maioria das células em nossos corpos, ultrapassando as células humanas em 10 para 1.

Alguns “alvos” da tecnologia de Microbioma são [64]:

  • Infecção de bactérias resistentes a antibióticos;
  • Diabetes e obesidade;
  • Alergias e doenças autoimunes;
  • Retocolite Ulcerativa (Doença Intestinal), Doença de Crohn (doença inflamatória do trato gastrointestinal) e Síndrome Irritável do Intestino (IBS = Irritable Bowel Syndrome).

Ver aqui algumas empresas nessa área [62.2]. Um “player” mundial que está investindo nessa técnica é o inovador fundo do Google, o Google Ventures [60-61]; (g) DTC = “Direct to Consumer”

Abordamos anteriormente aqui nessa matéria sobre essa oportunidade. A nova “startup” Helix [66.2] da poderosa Illumina é um serviço DTC diferenciado. O foco principal dela é prestar um serviço onde o sequenciamento do DNA é o foco principal. Sua informação genética estará armazenada em um banco de dados, e você paga uma pequena taxa para acessar toda vez que você estiver curioso sobre uma sensibilidade a alimentos, ou para descobrir se você é alérgico a um novo medicamento.

Um novo CEO da Helix acabou de ser escolhido e é o Robin Thurston [66.3] fundador da MapMyFitness [66.4] que foi adquirida pela gigante Under Armour no final de 2013 [66.5]. (h) Inteligência Artificial e Genômica

O campo “Machine Learning” (ML) [67], que visa desenvolver algoritmos computacionais que melhoram com a experiência, é uma promessa para permitir aos Computadores auxiliar os seres humanos na análise de grandes conjuntos de dados complexos.

Os algoritmos de ML auxiliam na análise dos conjuntos de dados de sequenciamento de genomas, incluindo a anotação de elementos de sequência e epigenética, dados de proteômica ou metabolômica. Podemos utilizar algoritmos de ML supervisionados, semi-supervisionados e não supervisionados, bem como de abordagens de modelagem generativa e discriminativa [68-70].

Essa área de bioinformática em genômica pode trazer excelentes oportunidades de negócios como também o desenvolvimento de uma mão de obra de alto diferencial tecnológico.

 

Referências:

[1] Genomics, Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/Genomics

[2] Big data, genomics, genetic engineering can combat rising healthcare costs, Ernst and

Young says, Healthcare IT News, 08.jul.2016

http://www.healthcareitnews.com/news/big-data- genomics-genetic- engineering-can-

combat-rising- healthcare-costs- ernst-and- young-says

 

[3] 10 ways that digital transformation is revolutionizing healthcare, Ernst Young

https://betterworkingworld.ey.com/better-questions/10- ways-that- digital-transformation- is-

revolutionizing-healthcare

[3.1] DNA Sequencing Costs: Data, National Human Genome Research Institute (NHGRI)

https://www.genome.gov/27541954/dna-sequencing- costs-data/

[4] Personalized Medicine, Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/Personalized_medicine

[5] Precision Medicine, Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/Precision_medicine

[6] Referências do Google sobre o Lançamento do Programa de “Precision Medicine”

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-

instant&rlz=1C1QJDA_enBR621BR649&ion=1&espv=2&ie=UTF-

8#q=precision+medicine+launch+president+obama+january+30+2015

[6.1] The newest new thing: Obama's precision medicine initiative, Modern Healthcare,

21.jan.2015

http://www.modernhealthcare.com/article/20150121/NEWS/301219937/what-is- obamas-

precision-medicine- initiative

[7] VIDEO: President Obama Speaks on the Precision Medicine Initiative, 30.jan.2015

[7.1] VIDEO: President Obama on the Benefits of Precision Medicine, 14.abr.2016

[8] FACT SHEET: Obama Administration Announces Key Actions to Accelerate Precision

Medicine Initiative, White House, 25.feb.2016

https://www.whitehouse.gov/the-press- office/2016/02/25/fact-sheet- obama-administration-

announces-key- actions-accelerate

[9] What Obama’s SOTU Should Say About Personalized Medicine, Fortune, 12.jan.2016

http://fortune.com/2016/01/12/sotu-obama- personalized-medicine/

[9.1] Obama’s Anti-Cancer Moonshot Will Need More Than Research, Wired, 13.jan.2016

http://www.wired.com/2016/01/obamas-anti- cancer-moonshot- will-need- more-than-

research/

[10] NIH awards $55 million to build million-person precision medicine study, NIH,

06.jul.2016

https://www.nih.gov/news-events/news- releases/nih-awards- 55-million- build-million- person-

precision-medicine- study

[11] White House Unveils Precision Medicine Actions, Morning Consult, 06.JUL.2016

https://morningconsult.com/2016/07/06/white-house- unveils-precision- medicine-actions/

[12] 3 Reasons to Join The Consortium Defining the Next Generation of Genomics Research,

Dzone, 09.jul.2016

This week we made a huge step forward in accelerating genomics-based precision medicine

in research and clinical care, starting…

https://dzone.com/articles/3-reasons- to-join- the-consortium- defining-the- next

[13] The Cancer Moonshot Summit today served as a platform for many, Bio IT World,

29.jan.2016

http://www.bio-itworld.com/2016/06/29/new- investments-projects- spur-moonshot- program-

forward.aspx

[13.1] Obama Seeks To Make Mark On Genetic Medicine, Forbes, 06.jul.2016

http://www.forbes.com/sites/matthewherper/2016/07/06/obama-seeks- to-make- mark-on-

genetic-medicine/#58b698d2b0dd

[13.2] The outlook for personalized medicine, McKinsey, 2013

http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=6&cad=rja&uact=

8&ved=0CE8QFjAF&url=http%3A%2F%2Fwww.mckinsey.com%2F~%2Fmedia%2Fmckinse

y%2Fdotcom%2Fclient_service%2Fpharma%2520and%2520medical%2520products%2Fpm

p%2520new%2Fpdfs%2Fmckinsey%2520on%2520personalized%2520medicine%2520marc

h%25202013.ashx&ei=WpKUVfySG4yiNs3hvqAB&usg=AFQjCNGHZdGgqx02OJnh3S5OIuxUQ

Hjhug&bvm=bv.96952980,d.eXY

[14] VIDEO: What Is Precision Medicine, Prof. Harold Varmus, 21.mar.2015

[14.1] Big Data no combate ao Câncer: medicina personalizada do futuro [Parte 01], Saúde

Business, 08.out.2015

http://saudebusiness.com/big-data- no-combate- ao-cancer- medicina-personalizada- do-

futuro-parte- 01/

[14.2] Medicina personalizada: Big Data no combate ao Câncer [Parte 02], Saúde Business,

15.out.2015

http://saudebusiness.com/medicina-personalizada- big-data- no-combate- ao-cancer- parte-02/

[15] NHS England Chairman on importance of genomics, Frontline Genomics, 26.apr.2016

NHS England Chairman on importance of genomics

[15.1] The 100,000 Genomes Project: The Future of Genomic Medicine in the NHS, Dr. Ellen

Thomas, 14.jun.2016 [PPT]

http://science-innovation.co.uk/wp- content/uploads/2015/06/Ellen-Thomas.pptx

[15.2] Mapping more genomes will create a healthcare 'big data revolution', Wired Health

2016, 29.apr.2016 [includes an interesting video]

http://www.wired.co.uk/article/ye-yin- healthcare-beijing- genomics

[15.3] BGI Genomics

Home

[15.4] 1000 Genomes Project, Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/1000_Genomes_Project

[15.5] Referências do Google sobre “China is an important player in Genomics”

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-

8#q=China+is+an+important+player+in+Genomics

[15.6] Referências do Google sobre “What China is doing in Genomics”

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-

8#q=What+China+is+doing+in+Genomics

[16] Human Genome, Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/Human_genom

[17] Pharmacogenomics, Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/Pharmacogenomics

[17.1] An introduction to #pharmacogenomics, Futurelean, February 2016

https://www.futurelearn.com/courses/the-genomics- era/0/steps/4920

[17.1] DNA Sequencing, Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/DNA_sequencing

[18] Referências do Google sobre “dna sequencing fetal prenatal test down syndrome liquid

biopsy”

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-

instant&rlz=1C1QJDA_enBR621BR649&ion=1&espv=2&ie=UTF-

8#q=dna+sequencing+fetal+prenatal+test+down+syndrome+liquid+biopsy

[19] Liquid Biopsy, Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/Liquid_biopsy

[20] A revolução da Biópsia Líquida no tratamento do câncer, Saúde Business, 01.fev.2016

http://saudebusiness.com/revolucao-da- biopsia-liquida- no-tratamento- do-cancer/

[21] Prenatal Diagnosis, Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/Prenatal_diagnosis

[22] Medical Genetics, Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/Medical_genetics

[23] Biotech Labs Birth New Drugs – and New Fortunes, Wall Street Journal, 24.jun.2016

http://www.wsj.com/articles/biotech-labs- birth-new- drugsand-new- fortunes-1466798095

[24] Biotech: After The Selloff, Forbes Invest, 20.jun.2016

http://www.forbes.com/sites/fidelity/2016/06/20/biotech-after- the-selloff/#28a309887986

[25] Cientista brasileiro vende empresa de biotecnologia por R$ 1,5 bilhão, G1 Notícias,

29.ago.2015

http://g1.globo.com/educacao/noticia/2015/08/cientista-brasileiro- vende-empresa- de-

biotecnologia-por- r-15- bilhao.html

[26] VIDEO: Re-Imagining Drug Discovery to Diagnostics with Atul Butte, Exponential

Medicine, 15.oct.2015

https://exponential.singularityu.org/medicine/re-imagining- drug-discovery- to-diagnostics-

with-atul- butte/

[27] Big Data: Astronomical or Genomical?, PLOS, 07.jul.2015

http://journals.plos.org/plosbiology/article?id=10.1371/journal.pbio.1002195

[28] Illumina

http://www.illumina.com/

[29] What's It Like to Be the CEO of the Smartest Company in the World?, San Diego

Magazine, 24.jun.2016

http://www.sandiegomagazine.com/HATCH/Summer-2016/Whats- It-Like- to-Be- the-CEO- of-

the-Smartest- Company-in- the-World/

[30] Who’s The New CEO Of The $22 Billion Genomics Company You’ve Never Heard Of?,

MoqiPeople, 16.may.016

http://moqipeople.com/startup/whos-the- new-ceo- of-the- 22-billion- genomics-company-

youve-never- heard-of/

[31] Illumina dedicate new R&D centre to Jay Flatley, Frontline Genomics, 04.jul.2016

http://www.frontlinegenomics.com/news/6320/illumina-dedicate- new-rd- centre-to- jay-

flatley/

[31.1] Referências do Google “helix illumina genomics”

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-

8#q=helix+illumina+genomics+

[31.2] Helix

http://www.helix.com/

[31.3] 23andMe Relaunches Direct-to- Consumer Gene Test, The Wall Street Journal,

21.oct.2015

FDA gives clearance for company to sell a test for consumers to find out if they carry a

genetic variant for one of 36 rare diseases

http://www.wsj.com/articles/23andme-relaunches- direct-to- consumer-gene- test-

1445400097

[31.4] Rite Aid adds prescription analysis to genetic test lineup, SF Gate, 24.nov.2015

http://www.sfgate.com/news/medical/article/Rite-Aid- adds-prescription- analysis-to- genetic-

6628041.php

[31.5] if You Paid $500 for a Gene Test, Would You Know What to Do With It?, 16.nov.2015

http://www.bloomberg.com/news/articles/2015-11- 16/the-fda- questions-three- companies-

marketing-dna- tests-directly- to-consumers

[32] Pacific Biosciences

Home

[33] Thermo Fisher

https://www.thermofisher.com/br/en/home.html

[34] Oxford Nanopore

https://www.nanoporetech.com/

[35] Just a SmidgION: Oxford Nanopore announce iPhone-powered sequencing,

27.may.2016

http://www.frontlinegenomics.com/news/5452/just-a- smidgion-oxford- nanopore-announce-

iphone-powered-

sequencing/?utm_content=buffer06ac9&utm_medium=social&utm_source=twitter.com&ut

m_campaign=buffer

[36] Clive Brown, CTO of Oxford Nanopore, talks at the London Calling conference,

31.may.2016

https://publications.nanoporetech.com/2016/05/31/clive-brown- cto-of- oxford-nanopore-

talks-at- the-london- calling-conference/

[37] From Ebola to Zika, tiny mobile lab gives real-time DNA data on outbreaks, The

Guardian, 03.feb.2016

https://www.theguardian.com/science/2016/feb/03/from-ebola- to-zika- tiny-mobile- lab-

gives-real- time-dna- data-on- outbreaks

[37.1] NASA's Kate Rubins is set to sequence DNA aboard the ISS, Engadget, 06.jul.2016

https://www.engadget.com/2016/07/06/watch-iss- crew-blast- off-kate- rubins/

[37.2] No One Nerds Out Over Space Science Quite Like NASA Astronaut Kate Rubins,

Wired, 05.jul.2016

http://www.wired.stfi.re/2016/07/no-one- nerds-space- science-quite- like-nasa- astronaut-

kate-rubins/?sf=kdgxwrb#ab

[37.3] MinION USB-sized DNA sequencer goes through real-world testing, 18.sep.2014

https://www.engadget.com/2014/09/18/minion-usb- dna-sequencer- beta-test/

[37.4] A Medical Revolution Is Underway in Orbit, Inverse, 13.jul.2016

https://www.inverse.com/article/18198-future- space-medicine- nasa-telemedicine- iss-eric-

topol

[38] Referências do Google sobre a Tecnologia de “Poros” da Oxford Nanopore

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-

instant&rlz=1C1QJDA_enBR621BR649&ion=1&espv=2&ie=UTF-

8#q=pore%20method%20for%20dna%20sequencing%20oxford%20nanopore

[39] Illumina Sues Oxford Nanopore Technologies Over Composition of Nanopores, Bio IT,

24.feb.2016

http://www.bio-itworld.com/2016/2/24/illumina- sues-oxford- nanopore-technologies- over-

composition-nanopores.html

[39.1] Grail

http://www.grailbio.com/

[39.2] Bill Gates and Jeff Bezos pour millions into new cancer test, CNN Money, 11.jan.2016

http://money.cnn.com/2016/01/11/technology/grail-cancer- gates-bezos/

[40] Craig Venter, Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/Craig_Venter

[41] Human Longevity

Home

[42] Craig Venter wants to tackle the ultimate disease: ageing, Wired Health, 11.may.2016

[43] AstraZeneca to sequence 2m genomes in hunt for new drugs, The Guardian,

22.apr.2016 https://www.theguardian.com/business/2016/apr/22/astrazeneca-to- sequence-

2m-genomes- in-hunt- for-new- drugs

[44] Referências do Google sobre as Parcerias com a Indústria no Projeto dos 100 mil

Genomas Britânico

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-

instant&rlz=1C1QJDA_enBR621BR649&ion=1&espv=2&ie=UTF-

8#q=AbbVie%2C+Biogen%2C+Roche%2C+Takeda+GSK%2C+Genomics+England%2C+se

quence+the+genomes+of+100%2C000+patients.

[44.1] Referências do Google sobre “aws genomics dna”

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-

instant&rlz=1C1QJDA_enBR621BR649&ion=1&espv=2&ie=UTF-

8#q=aws%20genomics%20dna

[44.2] Referências do Google sobre “google genomics dna”

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-

instant&rlz=1C1QJDA_enBR621BR649&ion=1&espv=2&ie=UTF-

8#q=google%20genomics%20dna

[45] Spiral Genetics

Home

[46] Referências do Google sobre a Iniciativa “China Precision Medicine Cloud”

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-

instant&rlz=1C1QJDA_enBR621BR649&ion=1&espv=2&ie=UTF-

8#q=%E2%80%9CChina+Precision+Medicine+Cloud

[46.1] WuXi NextCODE, Huawei Launch Precision Medicine Cloud for China, Bio IT World,

24.may.2016

http://www.bio-itworld.com/2016/5/24/wuxi- nextcode-huawei- launch-precision- medicine-

cloud-china.aspx

[47] DNAnexus

https://www.dnanexus.com/

[48] Seven Bridge

https://www.sbgenomics.com/

[49] BaseSpace

https://basespace.illumina.com/home/index

[50] Invitae

https://www.invitae.com/en/

[51] Resistência a Antibióticos: uma grande ameaça que vai bater na nossa porta, Saúde

Business, 29.mar.2016

http://saudebusiness.com/resistencia-a- antibioticos-uma- grande-ameaca- que-vai- bater-na-

nossa-porta/

[52] Mendelics

http://www.mendelics.com/?gclid=CMO6strR7M0CFQkIkQodpqcBag

[53] DNA Consult

http://dnaconsult.com.br/

[54] Referências do Google sobre “DTC e Genética”

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-

8#q=DTC+DIRECT+TO+CONSUMER+GENETICS+GENOMICS

[55] 23andme

https://www.23andme.com/en-int/

[56] CRISPR, Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/CRISPR

[57] Vídeo: Técnica que modifica DNA pode ser chave da cura de muitas doenças, Programa

Fantástico, Rede Globo, 03.jan.2016

http://g1.globo.com/fantastico/videos/t/edicoes/v/fantastico-apresenta- o-maior- avanco-

cientifico-de- 2015/4714001/

[58] CRISPR: o impacto da edição do DNA na medicina, Saúde Business, 11.fev.2016

http://saudebusiness.com/crispr-o- impacto-da- edicao-do- dna-na- medicina/

[59] Easy DNA Editing Will Remake the World. Buckle Up, Wired, July 2015

http://www.wired.com/2015/07/crispr-dna- editing-2/

[60] Quem são os “superstars” da área biomédica do Google?, Saúde Business, 12.nov.2015

http://saudebusiness.com/quem-sao- os-superstars- da-area- biomedica-do- google/

[61] Google Ventures: These eight life sciences techs are the most promising – and worthy

of investment, MedCity News, 26.MAI.2015

http://medcitynews.com/2015/05/google-ventures- life-sciences- investment/

[62] Microbiota, Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/Microbiota

[62.1] A importância da microbiota no sistema imunológico

http://www.moreirajr.com.br/revistas.asp?fase=r003&id_materia=5158

[62.2] The Next Biotech Frontier? 11 Private Companies Working In The Microbiome, CB

Insights, 22.jan.2016

https://www.cbinsights.com/blog/microbiome-startups/

[63] Medicine's next frontier: The microbiome, CNBC, 19.jun.2015

http://www.cnbc.com/2015/06/19/medicines-next- frontier-the- microbiome.html

[64] VIDEO: Microbiome studies changing human health, CNBC, 19.jun.2015

http://video.cnbc.com/gallery/?video=3000390097

[65] Microbes maketh man, The Economist, 18.ago.2012

People are not just people. They are an awful lot of microbes, too

http://www.economist.com/node/21560559

[66] Video: The Microbiome May Reinvent Medicine As We Know It with Lee Stein & Paul

Roben, Exponential Medicine, November 2015

https://exponential.singularityu.org/medicine/the-microbiome- may-reinvent- medicine-as- we-

know-it- with-lee- stein-paul- roben/

[66.1] Referências do Google sobre “NIH Human Microbiome Project”

https://www.google.com.br/search?q=NIH+Human+Microbiome+Project&rlz=1C1QJDA_en

BR621BR649&oq=NIH+Human+Microbiome+Project&aqs=chrome..69i57j0l3.1204j0j8&sour

ceid=chrome&ie=UTF-8

[66.2] Helix

http://www.helix.com/

[66.3] Robin Thurston, Fast Company

http://www.fastcompany.com/person/robin-thurston

[66.4] MapMyFitness

http://www.mapmyfitness.com/

[66.5] Referências do Google “mapmyfitness acquisition under armour”

https://www.google.com.br/search?q=mapmyfitness+acquisition+under+armour&rlz=1C1Q

JDA_enBR621BR649&oq=mapmyfitness+acquisition+under+armour&aqs=chrome..69i57j0.

963j0j8&sourceid=chrome&ie=UTF-8

[67] Machine Learning, Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/Machine_learning

[68] Referências do Google sobre “how to use machine learning with human genome”

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-

8#q=how%20to%20use%20machine%20learning%20with%20human%20genome

[69] Making sense of the human genome using machine learning, 2013 [PDF included]

https://www.duo.uio.no/handle/10852/37678

[70] Referências do Google sobre “machine learning bioinformatics genomics”

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-

8#q=machine+learning+bioinformatics+genomics+

Emitido por Eduardo Prado

Data: 16.jun.2016

Eduardo Prado é consultor de mercado em novos negócios, inovação e tendências em

Mobilidade e “Big Data” em Saúde.

E-mail: eprado.sc@gmail.com

Twitter: https://twitter.com/eprado_melo

 

Outras matérias do mesmo autor:

1.Convergência Digital

http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=37

2.Blog Saúde 3.0

http://saudebusiness.com/blogs/saude-3- 0/

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta