HIS17 Já emitiu sua credencial gratuita para o HIS '17? Já são +1.800 profissionais! Clique aqui

Cinco vantagens da certificação digital no prontuário eletrônico

Publicidade

De acordo com pesquisa TIC Saúde 2015, divulgada em novembro de 2016 e conduzida pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), três em cada quatro estabelecimentos de saúde possuem um sistema eletrônico para o registro das informações dos pacientes. Além disso, 16% já utilizam registros apenas no formato eletrônico. Os dados reforçam o aumento no interesse de médicos e profissionais da saúde em buscarem prontuários eletrônicos integrados com certificação digital. Confira cinco vantagens desta solução para clínicas e consultórios:

Elimine o papel no consultório: segundo resolução 1821/07 do CFM (Conselho Federal de Medicina), somente soluções que atendam aos requisitos da Certificação SBIS-CFM, com Nível de Garantia de Segurança 2 (NGS-2), podem substituir o papel na área médica – justamente a categoria que permite a integração do prontuário eletrônico com o certificado digital. Com este recurso, todos os documentos clínicos são registrados, assinados e armazenados no meio eletrônico.

Segurança nos processos: com a certificação, a assinatura digital ganha validade jurídica e substitui os carimbos em todos os documentos. Aliado ao prontuário eletrônico na nuvem, o médico aumenta a segurança da informação devido à organização e disposição dos dados, além de eliminar falhas na comunicação devido a problemas na caligrafia dos profissionais.

Mobilidade: a assinatura digital do médico pode ser armazenada em dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Dessa forma, os profissionais não só conseguem acessar os principais papéis da sua clínica, como também podem assinar mesmo não estando presente no local. O recurso é ideal para aqueles que viajam a congressos ou atendem em diferentes locais.

Facilidade na gestão: com todos os registros dos pacientes e documentos na nuvem, o médico não precisa imprimir e armazenar documentos e fichas manuscritas. Consequentemente, ele consegue se livrar dos arquivos físicos em seus consultórios e pode automatizar alguns processos na gestão – ganhando tempo para se dedicar mais aos seus pacientes.

Economia: por mais que a falta de recursos financeiros ainda seja apontada como a principal barreira na adoção desta tecnologia, de acordo com a TIC Saúde, o fato é o prontuário eletrônico integrado à certificação se popularizou e está mais barato. Hoje, é possível encontrar fornecedores com preço abaixo de R$ 100 por usuário. Uma quantia mínima se pensarmos nos benefícios que o recurso pode oferecer aos profissionais.

       
Publicidade

Deixe uma resposta