Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

As Olimpíadas, a Saúde e a Dra. Lais

Publicidade

É impressionante como muitas coisas passam e, por deixarmos de prestar atenção aos seus significados, perdemos a oportunidade de aprender com elas, ou seja, de evoluir. A área de saúde pode aprender bastante com os jogos olímpicos, bem como com o exemplo da Dra. Lais.

As olimpíadas recém terminaram, e, com o devido olhar, podemos aprender muito com a sua razão de ser. O seu ideal está representado pelos seus anéis, onde cada anel (e cada cor) representa um dos 5 continentes da terra. Além disso, as cinco cores mais o branco de fundo da bandeira compõem as cores das bandeiras de todos os países, simbolizando a união amistosa e pacífica das nações. É a busca da ética e união por meio do esporte.

Nesta edição em Londres pudemos acompanhar muitos exemplos das qualidades (ou competências) presentes nas pessoas que geram união e das que geram separação. Por um lado vimos o respeito ao adversário, o tratamento correto e igualitário, a observância das regras do jogo, a isenção de julgamento sem fatos claros que o comprovem etc. Por outro tivemos suspeitas de corpo mole para favorecer determinado resultado, de doping, de desrespeito às pessoas e regras, de críticas sem dados comprovatórios etc. O melhor e o pior de nós mesmos puderam ser observados. E o aprendizado vem da tomada de consciência dos tipos de escolhas (do que fazer) e de seus impactos em nós e nos outros.

Um dos aspectos que mais me chama atenção num evento como esse (e nessa edição não foi diferente) é se atentar ao fato de que, mesmo em um ambiente onde a técnica do esporte é levada ao extremo (afinal, lá estão os melhores do mundo), é nítido que o fator emocional (ou seja, humano) é quase sempre o determinante no sucesso ou ?fracasso? de cada atleta e das equipes participantes. Vale colocar a palavra fracasso entre aspas, pois a importância desproporcional que damos ao vencer é em si uma distorção do próprio espírito das olimpíadas. Vencer é bom, mas o aprendizado principal (e objetivo idealizado) está na possibilidade de uma convivência pacífica e harmoniosa (no esporte e fora dele).

A saúde também é um ambiente onde a capacidade técnica é um fator cada vez mais presente e importante para o sucesso da atenção médica. Entretanto, o fator humano (leia-se comportamentos e atitudes baseados em valores humanos, que é o que nos torna humanos de verdade) é o ponto central para atingirmos o principal objetivo, que é o equilíbrio dos diversos aspectos que geram saúde e o fim do sofrimento ao paciente. Esse ideal deve ser constantemente lembrado, buscado e escolhido.

Para não ficarmos só em palavras bonitas, é importante que cada empresa defina objetivamente quais são os comportamentos esperados e crie ferramentas para sua medição, com as consequentes influências e impactos na avaliação de desempenho e na remuneração dos profissionais. Afinal, eu não sou o que falo, mas o que faço/escolho. E quanto mais estou alinhado, mais devo ser reconhecido (o que chamamos de reforço positivo). Isso incentiva o ideal (e a escolha) ocorrer na prática.

É sobre este ideal que entra a Dra. Lais. Médica, pediatra, dedicou mais de 40 anos de sua vida no ambulatório da pediatria do Hospital do Servidor Público Estadual em São Paulo. Não era perfeita, mas no seu íntimo escolheu verdadeiramente doar-se ao paciente. Continuamente e com um propósito claro e imperturbável. Foram incontáveis as vezes onde foi além de sua ?obrigação?, como quando os pais do paciente era tão carentes de recursos que ela dava passes de ônibus para a próxima consulta (pois a criança precisava voltar) ou oferecia/dividia seu lanche com eles (já que muitos chegavam muito cedo e esperavam bastante). Atendia a todos com um sorriso no rosto, de forma humilde e com muita boa vontade, comportamentos estes que demonstram sincero interesse pelo outro.

A Dra. Lais fechou os seus olhos quase na mesma data em que as olimpíadas se encerraram. Obrigado pelas escolhas e pelo exemplo, mãe. Que os bons exemplos nos inspirem a escolher.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta