Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

As empresas podem ajudar os trabalhadores a planejarem sua carreira ?

Publicidade

A reportagem de capa do caderno de empregos do Estadão do dia 5 de fevereiro, escrita por Marcia Rodrigues aborda a questão de programas de planejamento de carreira, orientação financeira e criação de previdência privada nas empresas. Trata-se de uma iniciativa muito interessante, ainda restrita a poucas empresas, particularmente aquelas que possuem um baixo turnover e para o público das áreas de administração e gestão e de acesso limitado aos empregados das áreas de produção, vendas e atendimento. Há o grande desafio de se criar programas que atinjam um público amplo, particularmente no que se refere a gestão financeira pessoal e familiar. Sabemos que o desequilíbrio nas finanças é um dos principais fatores geradores de stress no dia-a-dia e, neste contexto, a educação do trabalhador e seus familiares tem se mostrado eficaz.
Neste contexto, também é bem interessante a matéria escrita por Ligia Menezes para o caderno de empregos da Folha de São Paulo, do dia 5 de fevereiro, que ressalta a realidade em que muitos empregados prolongam sua permanência na empresa pela chance de manter o plano de saúde por custo menor. De acordo com as normas da ANS, os empregados que participaram nos custos da assistência médica por mais de dez anos têm direito ao plano corporativo, frequentemente com pagamento integral do prêmio, mas com custos inferiores ao plano individual. Este é uma das principais preocupações dos gestores de RH e benefícios nas empresas: como conciliar a proteção do trabalhador na pós-aposentadoria  e não desequilibrar as finanças da empresa.
 Além disso, seria bem interessante que as empresas também estimulassem os colaboradores a planejarem a sua vida para que busquem  um nível superior de saúde e bem-estar (wellness) e com isso viverem melhor e  com mais qualidade de vida ao longo de todo o curso da vida. Hoje em dia, vivemos uma epidemia de doenças crônicas (doenças cardiovasculares, diabete, câncer e diabete) e isso faz que pessoas adoeçam precocemente, apresentem incapacidades, com freqüência logo após se aposentarem. Em várias partes do mundo há iniciativas de aconselhamento e coaching que ajudam as pessoas para que busquem o equilíbrio, harmonia e integração entre as dimensões física, social, emocional, profissional e espiritual.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta