Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

As Bandas Ideais dos Indicadores do P4P – Artigo 7

Publicidade

A partir de definido os indicadores a medir, o próximo desafio para se estabelecer um programa de avaliação de desempenho em saúde, é saber o padrão de comparação do indicador medido. No modelo P4P© que temos preconizado, o benchmark ideal é aquele baseado em evidência, seja ela estabelecida em publicações ou utilizando as Diretrizes da Associação Médica Brasileira, por exemplo.No entanto, o volume de indicadores, que são possíveis medir e que já possuem padrões determinados é muito pequeno, desta forma, a próxima alternativa é estabelecer um padrão de comparação baseado no conjunto dos avaliados.Evidentemente que o valor encontrado está de acordo com o que se tem feito, portanto, utilizando estes critérios estaremos considerando que o que se faz hoje é o adequado. O que muitas vezes está longe de o ser. A próxima alternativa, então, seria o estabelecimento de metas em conjunto com os avaliados. Esta alternativa passa a ser dominante quando um programa é iniciado e ainda não se tem um padrão de comparação adequado.O interessante desta alternativa é que as metas poderão ser ajustadas, em comum acordo, periodicamente.Estabelecido qual será o padrão de comparação a ser alcançado, o modelo P4P© preconiza que este sendo o objetivo a se buscar, a pontuação máxima adquirida ocorra quando o indicador atingiu esta ?banda ideal?. Neste modelo, cada desvio padrão, tanto acima quando abaixo desta banda ideal, representa um percentual da pontuação menor do que os 100% a ser adquirida. Tornando isso mais prático: se o valor encontrado por um prestador atinge a ?banda ideal? este prestador recebe 100% da pontuação atribuída àquele indicador. Se ele se afasta um desvio padrão para cima ou para baixo desta ?banda ideal?, o prestador recebe 80 ou 90% da pontuação atribuída. Se ele se afasta dois desvios padrão, o percentual reduz para 70-80% e assim sucessivamente. Esta característica do modelo foi denominada de: a busca pela excelência. Ou seja, os prestadores conhecedores do padrão de comparação ideal baseado em evidências ou em metas pré-estabelecidas buscarão atingir, nos indicadores avaliados, sempre o resultado que permita uma maior pontuação. Na Figura I isso fica bem mais claro: FIGURA I: A busca pela excelência banda idealFONTE: Modelo P4P© IMPACTO, 2009 Faço questão de relembrar que os indicadores são baseados nas dimensões da qualidade e, portanto quando se atinge o ideal definido para cada indicador, mais próximo de uma prestação de serviços com qualidade e focada no paciente, os prestadores se encontrarão.No próximo artigo, discutiremos um pouco a respeito dos ajustes de risco.  

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta