Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

A Utilização dos Testes Laboratoriais Remotos

Publicidade

 O Teste Laboratorial Remoto (TLR) ou Point of Care Test (POCT) é, segundo a Sociedade Brasileira de Patologia Cínica / Medicina Laboratorial (SBPC/ML), o ?teste laboratorial passível de realização em sistemas analíticos especificamente desenvolvidos de forma a permitir a sua execução em locais que podem, ou não, pertencer à área física licenciada pela Vigilância Sanitária como parte integrante de um laboratório clínico. Os equipamentos e insumos são em geral portáteis e de utilização simples e rápida, e os testes podem ser realizados por equipe devidamente treinada e capacitada, em qualquer local próximo ao paciente?. Comumente, são chamados de testes à beira do leito ou testes satélites. Alguns benefícios podem ser gerados com a utilização do TLR. As principais vantagens estão na redução do tempo de liberação dos resultados (Turn Around Time ? TAT), baixo volume de amostra biológica (geralmente sangue) utilizada, facilidade de uso, otimização de fluxos operacionais, etc.. A possibilidade de redução dos custos em saúde é um dos tópicos relacionados aos TLR mais estudados e discutidos no momento, ainda que o custo unitário dos testes permaneça superior às metodologias disponíveis nos laboratórios centrais, devido principalmente a baixa utilização, mas com projeções de melhorias nos desfechos assistenciais quando avaliada a cadeia de saúde em sua totalidade. Existem certos cuidados que devem ser prioridades no manuseio do TLR, como validação dos ensaios, a utilização de controles de qualidade internos e testes de proficiência, evitar uma possível super-utilização de exames, necessidade de conectividade com o sistema laboratorial, priorizar a utilização de códigos de barras no paciente e no operador, entre outros. Estes são os principais gargalos da maior utilização do TLR no mercado de medicina laboratorial. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) determina que a execução dos Testes Laboratoriais Remotos deve estar vinculada a um Laboratório Clínico, tendo o responsável técnico deste laboratório a responsabilidade sobre os ensaios e resultados obtidos.Segundo a American Association of Clinical Chemistry (AACC), os critérios de escolha do uso devem levar em conta as seguintes necessidades: O TLR em questão afeta o resultado ou desfecho (outcome) dos pacientes com patologias agudas nas salas de emergência / urgência?; permite estratificação de riscos para uma correta admissão hospitalar?; e permite um desdobramento em outros testes diagnósticos (fluxograma)?.  Os TLR são utilizados nos mais diversos cenários assistenciais, tais como os serviços de emergência/urgência, no transporte de pacientes (ambulâncias), acompanhamento de pacientes crônicos, unidades de terapia intensiva e de forma ambulatorial.   A utilização de TLR é uma tendência na Medicina Laboratorial, com previsões de impactos positivos na assistência e na economia da saúde, mas em fase de definições de modos operacionais e racionalização do seu uso.  

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Comentários

Deixe uma resposta