Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

A Evolução da Genética e os Marcos Regulatórios

Publicidade

Todos nós temos acompanhado tanto na grande imprensa como naquela especializada, que os avanços da Genética têm afetado as mais diversas áreas, indo desde os alimentos até produtos de aplicação médica.

Esse progresso não é fruto de uma descoberta casual ou repentina, mas o resultado de anos de pesquisa, agora concretizada na forma de produtos que encontram as suas aplicações práticas através da criação de alimentos resistentes a pragas, animais com raças melhor selecionadas, produtos médicos de uso em terapias ou para diagnóstico in-vitro ou mesmo medicamentos. As possibilidades são infinitas.

E, uma vez que o conhecimento cresce exponencialmente, a tendência é de cada vez mais produtos geneticamente manipulados cheguem aos consumidores.

Mas, não podemos ignorar que esses produtos estão sob o controle de órgãos governamentais e que, assim sendo, devem se sujeitar aos Marcos Regulatórios impostos pelas autoridades reguladoras.

Ocorre que os produtos têm evoluído numa velocidade muito superior àquela com que se alteram ou são criados novos Marcos Regulatórios que permitam a devida classificação e registro dos referidos produtos.

Cria-se um impasse: como levar os produtos até os consumidores e pacientes, se não há como fazê-los chegar de forma legal e regular ao mercado? Esse é um problema que tem que ser encarado com muita rapidez pelas nossas autoridades, pois já estamos enfrentando obstáculos em algumas áreas e corremos o risco de, num futuro próximo, impedirmos a entradade produtos de interesse coletivo no mercado, por conta das barreiras regulatórias.

Há que se ganhar velocidade no trato dessa questão, pois esse já é um problema presente, e quem precisa desses produtos não pode esperar ou ser penalizado pelo arrasto burocrático.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta