Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

A estruturação dos ?scorecards? do P4P© – Artigo 9

Publicidade

O agrupamento de forma organizada dos indicadores nos respectivos domínios e a pontuação gerada para cada indicador deve ser apresentado aos prestadores avaliados de forma organizada, simples, de fácil entendimento e com rastreabilidade dos dados que geraram os indicadores. Os ?scorecards? são, portanto, a tradução visual da avaliação de desempenho de um determinado prestador.

O fato de organizar os indicadores de desempenho nos ?scorecards? deve permite ao prestador/profissional avaliado visualizar não apenas o seu Coeficiente de Performance (i.e. nota final que traduz o desempenho do médico ou prestador), mas também compará-lo com outros meses e com demais profissionais ou prestadores da mesma especialidade por exemplo.

Além disso, como se sugere que o armazenamento de dados se faça mensalmente, deve ser possível visualizar indicador a indicador, domínio a domínio, de forma gráfica, ao longo do tempo observando claramente a sua evolução durante o período de avaliação.

Um demonstrativo de ?scorecard? pode ser visualizado no seguinte endereço: http://demo.p4p.com.br/   . Como vocês terão a oportunidade de ver, se trata de um exemplo de ?scorecard?, detalhando apenas um indicador para compreensão da lógica proposta. A geração de ?scorecards? com este nível de detalhamento só é possível pelo uso de um software específico que faz parte do modelo P4P©.  

Uma das premissas e funcionalidades mais marcantes do modelo P4P© é avaliação periódica do médico ou prestador. Normalmente se recomenda a apresentação mensal dos ?scorecards? aos prestadores avaliados para seu acompanhamento. No caso em que sejam definidos incentivos financeiros (pagamento por performance), recomenda-se que isso seja feito semestral ou anualmente por dois grandes motivos: o incentivo se tornará expressivo o suficiente para ter a devida atenção dos avaliados sendo um estímulo a aderência ao programa, e para que o médico ou prestador, conhecedor de seu desempenho durante todos os meses, possa buscar melhorá-lo e com isso chegar a um desempenho mais adequado no final do período analisado.

Relembrando o estímulo do modelo P4P é sempre positivo e nunca negativo (punição), sendo que o grande objetivo do gestor é que os profissionais e prestadores avaliados busquem a excelência com relação ao atendimento aos seus pacientes.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta