5º CONAHP debaterá “O Hospital do Futuro: O Futuro dos Hospitais”. Faça já sua inscrição → Clique aqui

4 passos para sua clínica marcar presença na web

Publicidade

Hoje, mais da metade das residências brasileiras possuem acesso à Internet, de acordo com o IBGE, e 45% das pessoas pesquisam sobre hospitais e consultórios na web, segundo a pesquisa Bupa Health Pulse, da London School of Economics. Os números reforçam a importância de médicos, clínicas e profissionais de saúde aumentarem seu posicionamento na Internet não apenas para se comunicar com os pacientes, mas também para organizar a própria gestão das clínicas. Confira os quatro passos para garantir sua presença na web:

Visibilidade em portais de busca: não basta ter um site; é preciso garantir que ele esteja visível ao público-alvo. Para isso, é necessário estar nas primeiras posições das páginas de busca. A melhor forma para isso é investir em Links Patrocinados, um serviço que garante que os sites apareçam nas primeiras posições de uma determinada busca por palavra-chave. Isso permite, por exemplo, que o site apareça na primeira página da busca, aumentando a chance do usuário clicar e visitar.

Conformidade com normas técnicas: a publicidade médica, mesmo em sites, blogs e redes sociais, precisa seguir estritas recomendações do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Comissão de Divulgação de Assuntos Médicos (Codame). O médico não pode, por exemplo, insinuar a garantia de resultado em tratamentos em sua comunicação e até mesmo algumas expressões são vetadas. Portanto, é preciso elaborar uma forte estratégia nos seus principais canais digitais para evitar problemas futuros.

Site profissional: atualmente não é difícil criar um site sozinho, mas o médico precisa entender que a página deve estar adequada às melhores práticas de SEO (Search Engine Optimization) e também aos acessos de dispositivos móveis, como smartphones. Uma agência especializada levará esses detalhes em conta, além de garantir que o visual do site passe uma ideia de segurança, profissionalismo e confiança.

Integração com o prontuário eletrônico: o site não deve ser apenas um canal de comunicação com os pacientes, mas também deve auxiliar a gestão do consultório médico. A página precisa estar integrada com o prontuário eletrônico, permitindo que algumas ações sejam automatizadas, como o agendamento e até mesmo o pagamento de consultas. Isso permite que o médico dedique mais tempo às consultas e aos pacientes.

       
Publicidade

Deixe uma resposta